quinta-feira, 29, fevereiro, 2024

Alunos da EMD se formam e apresentam o espetáculo “Através”

Turma de “heróis da resistência” enfrentou a pandemia durante o processo de formação na Escola Municipal de Dança

Mais lido

Nesta última segunda-feira (11), foi realizada a formatura de dez alunos da Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira (EMD). Alunos, professores, equipes da escola, famílias e amigos participaram do evento que contou com a apresentação do espetáculo “Através”, reunindo os trabalhos de conclusão de curso dos formandos, com direção do coordenador artístico da EMD, Carlos Fonseca.

A secretária municipal da Educação, Clélia Mara Santos; a secretária da Saúde, Eliana Honain, representando o prefeito Edinho Silva; a coordenadora técnica da Educação Integral, Alzira Cristina Gonçalves; e a coordenadora executiva de Políticas Educacionais, Márcia Maria da Costa acompanharam a solenidade junto à diretora da EMD, Vanessa Caiano.

O espetáculo “Através” foi construído pela alunos formandos, com a participação dos orientadores de cada um dos trabalhos apresentados pelos formandos: Ana Júlia Chagas, Bárbara Rebello Prevato, Carlos Sperti, Eloah Cristina Mathias de Oliveira, Estefânia Luiza de Castro Melo, Giulia Santos Gomes, Gustavo Henrique de Souza Vaz, Júlia Silva do Nascimento, Matheus Henrique Luiz Machado, e Miguel Rodrigues da Silva.

A turma reduzida de formandos entrou na EMD em 2018, com idade entre 9 e 11 anos. Chamada de “heróis da resistência”, os alunos desta turma enfrentaram a pandemia da Covid durante a trajetória do curso, o que implicou – entre várias medidas – aprendizado via conteúdo online.

A paraninfa da turma de 2018, a professora Renata Pestana, destacou que “entre altos e baixos, a turma marcou presença na história da EMD, pois atravessou a pandemia, com todas as privações sociais, emocionais e físicas sofridas”.

Depois de 6 anos de estudos na escola, a turma de “heróis da resistência” intensificou sua vitória no processo, resultando em uma noite de celebração da vida, do conhecimento e da arte.

Clélia parabenizou os formandos e desejou felicidades depois dos seis anos de tanta experiência. “Carreguem a dança pela vida. Levem esse aprendizado da EMD na forma de expressar e olhar para frente. Que a vida seja tão bonita como essa arte que vocês expressaram tão lindamente nessa noite.”

A secretária da Saúde, Eliana Honain, representando o prefeito Edinho Silva, se emocionou com “Através”. “Vocês vão dar muitos frutos, pois a arte renova nosso ser, nos faz mais fértil de nossas ideias e anseios”, apontou, lembrando que a EMD só existe por causa da vontade política do prefeito.

O diretor do espetáculo “Através”, Carlos Fonseca, observou que os trabalhos de conclusão de curso trataram de memória afetiva, Isadora Duncan, luta antirracista e aquilombamento. “Este foi o espetáculo de formatura mais maduro e bem consolidado da história da EMD”, finalizou.

Vale destacar que a EMD visa instrumentalizar o estudante para que ele possa, ao longo dos seis anos de formação, desenvolver uma capacidade reflexiva, buscando a articulação das linguagens artísticas com o meio social em que vive. Além do ensino diferenciado da dança, a EMD possibilita ao aluno construir uma postura crítica, possibilitada pelo contato com as experiências no campo das artes, e imprescindível para a construção da cidadania.

Neste ano, a EMD contou com 216 estudantes matriculados. Autonomia, responsabilidade, liberdade, cooperação, criatividade e afetividade, convivência em grupo e o estímulo para a produção artística fazem da escola um projeto importante dentro das políticas públicas da atual administração.

A diretora da EMC, Vanessa Caiano, lembrou que “esta noite fecha um ciclo importante nesse período de formação artística. É um ciclo que se fecha, mas não se encerra, pois a EMD nunca rompe os laços com os alunos – eles só amadurecem com o passar dos anos.”

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias