quinta-feira, 29, fevereiro, 2024

Atividades culturais e esportivas promovem a reflexão na Semana dos Direitos Humanos

Programação traz o tema "Cidadania além das fronteiras: a proteção como direito"

Mais lido

Iniciada na última sexta-feira (1º), a Semana dos Direitos Humanos “Cidadania além das fronteiras: a proteção como direito” tem cumprido seu propósito de fomentar a reflexão para a efetivação dos direitos humanos na semana em que se comemora a proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos, oficializada em 10 de dezembro de 1948. A programação é realizada pela Prefeitura de Araraquara por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Participação Popular e da Coordenadoria de Direitos Humanos.

A Semana dos Direitos Humanos teve início na última sexta-feira (1º) e já contou com diversas atividades. A programação foi aberta com o espetáculo teatral “Apátridas”, com a Companhia Nova de Teatro, no Palacete das Rosas “Paulo A.C. Silva”. O termo “apátrida” determina a situação de alguém sem nacionalidade, não considerado nacional por qualquer Estado. Atualmente, mais de 12 milhões de pessoas no mundo são consideradas apátridas. Assim, o espetáculo expôs e discutiu essas questões, tendo como enfoque as crises essenciais humanas e os fluxos migratórios, que resultam em conflitos e contradições do nosso tempo, refletidos no nosso país e também percebidos nas produções clássicas gregas pesquisadas pelos autores.

A coordenadora de Direitos Humanos da Prefeitura, Renata Fattah, falou sobre a importância da apresentação. “O espetáculo teatral ‘Apátridas’, que marcou a abertura da Semana dos Direitos Humanos, trouxe uma crítica sobre a condição dos imigrantes que não tem um lugar, muitas vezes se encontrando em zonas de fronteira e na condição de refugiados. Os imigrantes ali presentes puderam se identificar com as personagens e relembrar da dificuldade de deixar tudo para trás em busca da reconstrução de suas vidas. Carregando muita emoção, a peça trouxe a conexão necessária com o público para que pudessem sentir o orgulho de serem quem são, cada um com suas histórias e vivências. A abertura da Semana foi um sucesso e reforça o nosso compromisso de garantir a proteção a todos como direito”, comentou.
No sábado (2), foi realizada a Feira das Nações na Praça do Daae, em uma atividade que contou com venda de comidas e bebidas típicas de diferentes países, incluindo México, Síria, Afeganistão, Palestina, África do Sul, Cabo Verde e outros. “Conseguimos executar a Feira das Nações ocorrida no último sábado com muito êxito, tendo grande adesão de muitos munícipes. Junto à programação do Natal da Praça, muitas famílias puderam experimentar diferentes comidas de diferentes regiões do mundo, vivenciando uma verdadeira experiência cultural. As famílias que participaram saíram muito satisfeitas e felizes em mostrar um pouco mais de sua realidade, sentindo-se muito acolhidas pela comunidade araraquarense. Com certeza foi um grande começo para novas oportunidades de empreendimento”, acrescentou Renata.

No domingo (3), a programação teve sequência no Sesc Araraquara com o espetáculo “Dois surdos e dois sujos”, com a Cia LibrArte. Esta performance teatral bilíngue-bimodal é uma experiência única e inovadora, livremente inspirada na obra de Plínio Marcos, ‘Dois Perdidos Numa Noite Suja’. O espetáculo trouxe uma discussão impactante sobre os contrastes entre o mundo dos surdos e dos ouvintes, explorando a riqueza cultural e os conflitos de dois universos distintos.
No domingo, o Sesc Araraquara também recebeu um torneio de futsal voltado exclusivamente para pessoas surdas. O time de Araraquara sagrou-se campeão na competição que teve ainda equipes de São Carlos e Ribeirão Preto.

Na segunda-feira (4), foi realizada a solenidade de posse da Comissão do Conselho Municipal de Políticas Públicas para Pessoa Imigrante, na Sala de Reuniões da Prefeitura de Araraquara.

Nesta terça (5), o Ceu das Artes “Vereadora Deodata do Amaral” recebeu a exibição do filme “O Emigrante”, drama com classificação de 16 anos. A atividade, que contou com a participação do diretor Levis Albano, foi realizada em parceria com o Centro de Referência da Juventude “Enide Maria Fernandes de Aguiar Fracasso” e o Centro de Referência Afro “Mestre Jorge” .

Nesta quarta-feira (6), a programação teve sequência na sede da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Participação Popular com o Mutirão da Pessoa com Deficiência, onde foi feito o cadastro para inserção nos programas sociais do município.

Próximas atividades

Neste sábado (9), às 15h, será feita a entrega de certificados para a primeira turma do Curso de Português para Imigrantes no Núcleo de Educação de Jovens e Adultos (NEJA) “Irmã Edith” (Rua Voluntários da Pátria, 2154, Centro).

A programação será encerrada no domingo (10), com o 1º Torneio de Futsal Feminino “Esther Martins dos Santos”, que acontecerá das 8h às 18h no Ginásio de Esportes Castelo Branco, o Gigantão. O torneio presta uma homenagem à atleta da Ferroviária que faleceu no dia 4 de novembro do ano passado, após sofrer um mal súbito durante o treinamento no CT do Pinheirinho. Esther tinha 15 anos e defendia o time sub-17 das Guerreiras Grenás. O torneio será disputado em uma categoria livre, para atletas a partir de 15 anos. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 5 de dezembro no site da Prefeitura de Araraquara (www.araraquara.sp.gov.br) e mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 3303-2700.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias