quinta-feira, 18, julho, 2024

Blocos de rua chegam com tudo no Carnaval da Paz e Cidadania 2024

Sete blocos da cidade, selecionados por edital, agitam a cidade de sábado à terça-feira

Mais lido

Os blocos de rua de Araraquara prometem entregar tudo na folia 2024! Animação, fantasias, adereços, marchinhas, axé certamente marcarão o desfile dos blocos neste ano, com os cortejos pelas ruas e praças da cidade.

Araraquara, por meio de edital da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, selecionou 7 blocos para a programação do Carnaval da Paz e Cidadania – “Araraquara unida e cheia de alegria”, no período de sábado à terça-feira, de 10 a 13 de fevereiro: “3 é Amor”, “Barracão Mancha Folia”, “Bloco Zinho”, “Cordão da Luz Divina”, “Maraca eu, Macatu”, “Para Ressignificar” e “Unides do Vale”.

O Carnaval da Paz e Cidadania, realizado pela Prefeitura de Araraquara, por meio da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, apresenta o tema “Araraquara unida e cheia de alegria”. A folia tem início neste sábado e segue até terça-feira, com os blocos carnavalescos de rua, além de shows musicais, DJs e desfile da Escola de Samba Gaviões da Fiel, festa no Parque Pinheirinho, Av. Bento de Abreu, Bueno de Andrada e Assentamento Monte Alegre.

Toda a programação é gratuita. Vale destacar que é proibida a entrada com garrafas de vidro ou qualquer outro material cortante nos espaços da festa. A programação completa do Carnaval da Paz e Cidadania 2024 pode ser acessada no site da Prefeitura de Araraquara (www.araraquara.sp.gov.br

Programação dos blocos de rua do Carnaval da Paz e da Cidadania 2024

Tema: “Araraquara unida e cheia de alegria”

Realização: Prefeitura de Araraquara – Secretaria Municipal da Cultura e Fundart

•       Sábado (10 de fevereiro)

17h: “Bloco Zinho”

Horário da concentração: 17h

Horário da saída do cortejo: 18h

Local da concentração: Praça das Bandeiras João Colturato “Zinho” (cruzamento da Rua Voluntários da Pátria com a Av. Bandeirantes – Centro)

Local da dispersão: Avenida Mauá esquina com Voluntários da Pátria

O Bloco Zinho realiza um grande Carnaval popular e democrático na Praça das Bandeiras, ao lado do Bar do Zinho, desde 2018, e já chegou a reunir quase 10 mil pessoas em um único dia na retomada desta festa em 2023. O bloco faz sua festa no sábado de Carnaval e não tem idade para quem quiser brincar: famílias inteiras participam da festa, inclusive crianças.

Vale destacar que, com a oficialização do Bloco Zinho, toda uma programação acabou sendo criada na Praça das Bandeiras durante todos os dias de Carnaval. Apesar do Bloco Zinho se concentrar no sábado, o CarnaZinho tem programação todos os dias, de sábado a terça-feira, com 3 noites de Carnaval e uma noite de rock, na segunda-feira.

17h: Bloco “Unides do Vale”

Horário da concentração: 17h

Horário da saída do cortejo: 19h30

Local da concentração: Praça da Independência (Rua Voluntários da Pátria, entre Avs. 15 de Novembro e Dom Pedro II – Centro)

Local da dispersão: Avenida da Saudade

Às 19h30 é a vez do Bloco Unides do Vale sair às ruas, com concentração às 17h na Praça da Independência, no Centro. O cortejo em direção à Avenida da Saudade está previsto para sair às 19h30, com a participação de nomes artísticos da cena LGBTQIA+.

Criado em 2018 e realizado pelo Coletivo Mais Plural, o Unides do Vale surge com a proposta de um carnaval inclusivo e com uma linguagem artística criada através da cultura LGBTQIA+.

Em sua 4ª edição, o bloco ocupa as ruas com muita alegria, diversidade, empoderamento e amor. O bloco, além de ser uma grande festividade, é um ato de resistência, um grito de resiliência, pela vida e pela difusão da cultura de grupos marginalizados cotidianamente.

Para esta festa da cena LGTBTQIA+, estão garantidos: funk, axé music, afoxé, samba, pop, drag music, electro, dance e latina.

•       Domingo (11 de fevereiro)

12h: Bloco “Bloco Barracão Mancha Folia”

Horário da concentração: 12h

Horário da saída do cortejo: 13h

Local da concentração: Av. Celso Pereira Barbosa, 428 – Cruzeiro do Sul II

Local da dispersão: Sede da Escola de Samba Mancha Araraquara (Rua José Luiz Torquato, 248)

Às 12h, tem início o “Bloco Barracão Mancha Folia”, com concentração no Cruzeiro do Sul II e saída do cortejo às 13h rumo à Sede da Escola de Samba Mancha Araraquara. Esta será a primeira saída do bloco, e a expectativa é envolver as comunidades dos bairros Cruzeiro do Sul, Jardim Del Rei, Jardim Ieda, Esplanada e adjacências, proporcionando assim maior inclusão de grande parcela da população araraquarense moradora na região sul, em sua maioria de baixa renda, nas festividades da maior festa popular brasileira.

Para tanto, o Barracão Mancha Folia conta com repertório composto por clássicos dos sambas enredos das grandes escolas de Samba de São Paulo e Rio de Janeiro.

15h: Bloco “Cordão da Luz Divina”

Horário da concentração: 15h

Horário da saída do cortejo: 17h

Local da concentração: Praça Pedro de Toledo (Av. Portugal, entre as ruas Carlos Gomes e Itália / ruas 6 e 7 – Centro)

Local da dispersão: Parque Infantil (Rua São Bento, entre Avs. Prof. Jorge Corrêa e São Geraldo – Centro)

O bloco precursor do Carnaval de rua da cidade, o “Cordão da Luz Divina”, se concentra às 15h na Praça Pedro de Toledo (em frente ao coreto), com saída às 17h para o Parque Infantil.

Em seu 7º ano de festa, o bloco cativou os araraquarenses, compartilhando diversão e cultura popular, gratuita, plural e territorializada, sob a organização de Débora Bessi e Juliano Machado, com produção da Cade Casulo Promoções.

O resgate das tradições dos carnavais de marchinhas e dos sambas-enredo; o incentivo à convivência das pessoas com respeito, tolerância e gentileza; assim como atenção e cuidado com os espaços públicos através da destinação correta do lixo e da preservação dos patrimônios da cidade – são marcas do Cordão da Luz Divina.

Ainda, os participantes são animados a comparecer com espontaneidade e simpatia, celebrando uma festividade antimachista, anti-homofóbica, de amplo acolhimento à comunidade LGBTQIA+, bem como o combate ativo ao racismo.

Musicalmente, o Cordão da Luz Divina promove um retorno aos carnavais de outras décadas: as músicas selecionadas são marchinhas clássicas, marcha-rancho, sambas enredo tradicionais do Carnaval das escolas de samba, e sambas consagrados do cancioneiro popular brasileiro.

•       Segunda (12 de fevereiro)

13h: Bloco “Para Ressignificar”

Horário da concentração: 13h

Horário da saída do cortejo: 14h

Local da concentração: Praça do Carmo (Av. 7 de Setembro, entre Ruas João Gurgel e dos Libaneses – Carmo)

Local da dispersão: Rua Ivo Dall’Acqua (atrás do Sesc)

O coletivo independente Enraizamento Cultural promoveu a 1ª edição do bloco “Para Ressignificar” no ano passado. Neste ano, o bloco escolheu a temática “Resistências” em homenagem à importância do resgate e reconhecimento da história do Carnaval como elemento de resistência presente nas raízes culturais brasileiras, honrando aqueles que desafiaram adversidades para preservar sua identidade e herança.

O bloco busca não apenas proporcionar uma atmosfera de alegria e descontração, mas também criar um espaço que ressalta a importância sociocultural do carnaval como elemento ancestral, destacando o axé e samba-reggae durante o trajeto.

Também, um mural informativo e colaborativo sobre a história do Carnaval, irá destacar figuras importantes, artistas negros essenciais para a resistência e construção cultural do Carnaval brasileiro – Cartola, Clementina de Jesus, Preta Gil, Leci Brandão, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Luiz Caldas, Beth Carvalho – entre outros.

Vale destacar que o espaço de concentração, na Praça do Carmo, será baseado no conceito de múltiplas linguagens, oferecendo algumas atividades com intervenções artísticas sobre a história do samba e espaços para recreação, com a oficina de Abayomi e de instrumentos musicais de sucata.

15h: Bloco “3 é Amor”

Horário da concentração: 15h

Horário da saída do cortejo: 17h

Local da concentração: Rua Ivo Dall’Acqua (atrás do Sesc)

Local da dispersão: Rua Ivo Dall’Acqua (atrás do Sesc)

bloco “3 é Amor”, fundado em 2019 pela Dolores Produtora Cultural, tem o modernismo e o tropicalismo brasileiros como referências de sua criação. O “3 é Amor” surgiu em 2019, com inspiração tropicalista, sendo sua identidade musical baseada em ritmos da música popular brasileira.

Samba, axé, frevo, batucada, marchinhas, maracatu, samba de coco, hits da MPB, brega e muito mais. A democratização do acesso à arte e à cultura são propostas do bloco, assim como a mensagem de tolerância, diversidade e resgate da nossa história.

Nesta 4ª edição, o “3 é Amor” apresenta DJ Ceci Tunes, pesquisadora e colecionadora de vinil, com uma compilação animadíssima e, no som ao vivo, a cantora Maria Claudia, que tem trajetória no teatro e no samba. O Bloco da Lira é o convidado para animar o público em cima do trio elétrico.

Haverá estrutura de alimentação e bebidas.

•       Terça (13 de fevereiro)

16h: Bloco “Maraca Eu, Maracatu”

Horário da concentração: 16h

Horário da saída do cortejo: 17h

Local da Concentração: Praça das Bandeiras João Colturato “Zinho” (cruzamento da Rua Voluntários da Pátria com a Av. Bandeirantes – Centro)

Local da dispersão: Avenida Mauá esquina com Voluntários da Pátria

O Bloco “Maraca eu, Maracatu – Cultura de Tradição”, ao som do Maracatu do Baque Virado, propõe um cortejo que sai da Praça das Bandeiras às 17h em direção à Avenida Mauá, na esquina da Rua Voluntários da Pátria.

Vale destacar que o Maracatu do Baque Virado está presente no Carnaval de Araraquara desde 2016, participando de diferentes blocos e também do desfile oficial das escolas de samba da cidade, com direção de Jorge Rufino e Raquel Nogueira.

O bloco vai para as ruas de Araraquara para saudar a Nação Leão da Campina, madrinha do Maracatu Sementes Crioulas e, no cortejo, serão executadas loas (músicas) da Nação Leão da Campina (Recife-PE) e também loas de autoria do próprio Maracatu Sementes Crioulas.

A atividade é aberta a todas as idades, principalmente as crianças e os mais velhos.

• Programação gratuita

• É proibida a entrada com garrafas de vidro ou qualquer outro material cortante

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias