quinta-feira, 18, julho, 2024

Governador Tarcísio autoriza aumento das tarifas de pedágio

O maior aumento foi de até 4,48% na tarifa; de acordo com a Artesp o reajuste é referente a inflação dos últimos 12 meses

Mais lido

Nesta segunda-feira (1), entrou em vigor o reajuste da tarifa de rodovias comandadas por 16 concessionárias no Estado de São Paulo. Os preços tiveram um aumento de até 4,48%.

De acordo com a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), os ajustes estão baseados no IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) e no IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado), de acordo com o contrato de cada concessão e são referentes à inflação de junho de 2023 a maio de 2024.

Os trechos que tiveram reajustes são comandados por:

  • CCR Autoban;
  • Via Colinas;
  • Ecovias;
  • Arteris Intervias;
  • Renvias;
  • CCR SPVias;
  • Tebe;
  • CCR ViaOeste;
  • CART;
  • Ecopistas;
  • CCR RodoAnel;
  • Rodovias do Tietê;
  • Rota das Bandeiras;
  • SPMar;
  • ViaRondon;
  • Tamoios.

As rotas sobre a concessão da Entrevias têm o maior reajuste, de 4,48%, e será cobrado a partir de sábado (6.jul).

Leia abaixo a tarifa atualizada das principais rodovias do Estado. Eis a íntegra do texto publicado dia 27 de junho no Diário Oficial do Estado de São Paulo com todos os pedágios atualizados aqui (PDF – 2 MB).

  • Rodovia Anhanguera, Perus – R$ 13,00; 
  • Rodovia Campo Limpo Paulista, Bandeirantes – R$ 13,00; 
  • Rodovia Castello Branco, Osasco – R$ 5,90;
  • Rodovia Dom Pedro 1º, Igaratá – R$ 12,70; 
  • Rodoanel Mário Covas, trecho oeste – R$ 3,20;
  • Rodoanel Mário Covas, trecho sul – R$ 5,10;
  • Rodovia dos Tamoios, Jambeiro – R$ 5,50;
  • Rodovia dos Tamoios, Paraibuna – R$ 11,79;
  • Via Anchieta, Riacho Grande – R$ 36,80.
Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias