sexta-feira, 1, março, 2024

Navio com caças Gripen para a FAB já está no Brasil

Após as próximas duas remessas, que devem chegar ao país em 2024, a FAB passa a receber os F-39 montados no Brasil na linha de produção da Embraer, em Gavião Peixoto (SP)

Mais lido

Já navega por águas brasileiras o navio holandês com a mais recente remessa de caças F-39 Gripen para a Força Aérea Brasileira (FAB). O par de jatos fabricados na Suécia pela Saab estão a bordo do navio de carga Florijngracht, devendo atracar em Santa Catarina até a próxima terça-feira (12). 

Conforme dados do site MarineTraffico navio encontra-se na costa brasileira na região entre o Rio de Janeiro e o Espírito Santo. O destino final é o porto de Navegantes (SC), onde serão desembarcados. 

O Florijngracht deixou o porto de Norrköping no dia 20/11 com os dois F-39, possivelmente os de matricula FAB 4107 e 4108. Estes são, respectivamente, a oitava e nona unidades de 40 aeronaves (36 do pedido original mais quatro adicionais) adquiridas pela força aérea.  

Navio holandês Floringracht com caças F-39 Gripen já está na costa brasileira e chega em Navegantes (SC) até terça-feira (12/12). Imagem: MarineTraffic via Portal Aviação em Floripa.

Este é um dos últimos lotes de Gripens a ser entregue por via marítima pela Saab. Após as próximas duas remessas, que devem chegar ao país em 2024, a FAB passa a receber os F-39 montados no Brasil na linha de produção da Embraer, em Gavião Peixoto (SP). 

A logística deve seguir o mesmo padrão das últimas operações. Os aviões serão desembarcados no terminal de Navegantes e de lá serão rebocados – à noite – até o Aeroporto Victor Konder, distante cerca de 2 quilômetros do porto. Já no aeródromo, os aviões recebem seus assentos ejetáveis e passam por testes de motores e sistemas em solo antes da decolagem com destino à Base Aérea de Anápolis (GO).

FAB negocia compra de mais caças 

Enquanto recebe os 36 caças adquiridos em 2014 (com um adicional de quatro aviões assinado em 2022), o Comando da Aeronáutica negocia com a Saab e o governo sueco a compra de mais 12 a 15 jatos Gripen.

A ideia é adquirir os aviões em uma “venda casada”, onde a Suécia, em contrapartida, compraria quatro cargueiros Embraer C-390 Millennium (algo sugerido desde 2009 quando o Gripen ainda estava em fase de avaliação). No final de novembro o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu uma comitiva sueca em Brasília para negociar o acordo, que deve ser concretizado também em 2024. 

Conforme o repórter Igor Gielow da Folha, o governo investirá cerca de R$ 4,5 bilhões nos novos F-39. Estes também serão montados no Brasil pela Embraer. 

Até o momento, a Força Aérea já recebeu sete aviões, sendo uma aeronave de testes (FAB 4100) e seis operacionais (4101 a 4106), estes últimos operados pelo Esquadrão Jaguar (1º Grupo de Defesa Aérea) a partir de Anápolis. A FAB estuda, desde o ano passado, a implantação do novo vetor em mais uma base aérea. 

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias