terça-feira, 16, abril, 2024

A Luta de Israel na luta de Araraquara

Breve história de uma guerra que foi de todos

Mais lido

Ronesier Corrêa – Colaboração

Não se trata de geopolítica, estamos falando do Krav Maga, uma técnica de defesa pessoal derivada das habilidades de briga de rua, desenvolvidas por Imi Lichtenfeld como um modo de defender os quarteirões judeus, durante o período de ativismo antissemita em Bratislava, nos anos 1940. Após sua imigração para Israel, Imi começou a fornecer treinamento para as Forças de Defesa de Israel, desenvolvendo as técnicas que se tornaram conhecidas como Krav Maga. Desde então, o Krav Maga tem sido aperfeiçoado para ambas aplicações, civis e militares.

No Brasil, a luta se popularizou devido ao aumento da violência nas ruas, o que incentivou milhares de pessoas a buscarem por treinamento de defesa pessoal. Em Araraquara não foi diferente. Mas em 2020, um inimigo invisível a olho nu quase conseguiu vencer o Mestre Vanderlei Júnior. Era a “guerra” contra a pandemia de Coronavírus, e as academias, que dependem do contato físico para treinos, tiveram que fechar suas portas. Foi um grande golpe para o professor de Krav Maga, mas não fatal. Num primeiro instante, o Mestre passou a trabalhar com aplicativo de transporte. Quando a reabertura das atividades coletivas ocorreu, o professor precisou transferir suas aulas, que antes eram no centro da cidade, para a Vila Xavier.

Porém, gradualmente, a luta dos microempresários brasileiros foi retomando força e finalmente, em 2024, a academia do Mestre em Krav Maga voltou para o centro, agora na Avenida Bandeirantes 1501, esquina com a rua Imaculada Conceição (rua 12).

Embora os surtos de dengue e os casos de Covid ainda preocupem os profissionais araraquarenses, o Mestre Vanderlei segue na fé e convida os leitores do O Imparcial para uma aula grátis pelo telefone (WhatsApp) 16 99609-6753. E também faz um alerta: ‘contra a dengue, a melhor autodefesa é a luta contra os focos de mosquitos’!

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias