quarta-feira, 17, julho, 2024

Assentamento Bela Vista: Prefeitura oficializa reforma da unidade de saúde e assume o antigo casarão

Prefeito Edinho assinou nesta sexta-feira (21) a Ordem de Serviço para obras da USF, no mesmo ato em que referendou a cessão de uso do imóvel de 1.880 para preservação histórica e projetos turísticos

Mais lido

Em solenidade realizada nesta sexta-feira (21), o prefeito Edinho assinou a Ordem de Serviço para início das obras de reforma e ampliação da Unidade de Saúde da Família “Dr. Elias Zakaib”, no Assentamento Bela Vista. A obra é uma demanda eleita como prioridade pela população daquela região no Orçamento Participativo.

No mesmo ato, foi feita a assinatura oficial de cessão do uso do imóvel do Casarão da Agrovila Bela Vista (antiga casa da sede da Fazenda Bela Vista do Chibarro). O documento foi assinado pelo presidente nacional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), César Fernando Schiavon Aldrighi, e pela superintendente do Incra São Paulo, Sabrina Diniz Bittencourt Nepomuceno.

Edinho falou sobre a relevância da reforma da unidade de saúde para a população daquela região. “Essa é uma obra importante, é uma obra necessária. A nossa equipe que atua nessa unidade é muito boa, muito comprometida, mas a estrutura da unidade de saúde ficou precária, ficou pequena, e precisa de melhoria. Vamos ter aqui no assentamento ainda muita coisa para conversar, muita coisa para tentarmos fazer juntos com a direção do Incra para melhorarmos ainda mais a vida do povo do assentamento”, comentou.

Sobre o casarão, o prefeito afirmou que o Município tem agora um imenso desafio pela frente. “É uma obra caríssima, mas tenho certeza de que vamos pôr no papel o projeto de recuperação do casarão, que é um casarão histórico, que traduz a história deste assentamento. Com o projeto no papel, vamos atrás dos recursos para fazer a restauração desse espaço”, assegurou.

César Fernando Schiavon Aldrighi elogiou a participação popular na elaboração de políticas públicas na cidade. “Quero cumprimentar o prefeito Edinho. Sabemos que o modo de governar aqui com o Orçamento Participativo permite que as pessoas definam as suas prioridades e sabemos que a reforma agrária faz parte do seu governo. Participar deste ato, que traz para o assentamento espaços de saúde, de educação, entre outros, é uma honra. A reforma agrária é um espaço de vivência, um espaço de convivência e desejamos que avance no Brasil”, pontuou.

O presidente da Câmara Municipal de Araraquara, Paulo Landim (PT), ressaltou que a nova USF fará a diferença para a vida das pessoas da região. “Esse ato é um passo importante no fortalecimento da comunidade do Bela Vista. Tenho um carinho muito especial por esse assentamento e por suas pessoas. Eu sei o quanto essa comunidade é dedicada e lutadora. Estar aqui podendo colaborar e contribuir para o desenvolvimento e bem-estar de todos é uma honra. Ao longo dos últimos tempos, juntos, temos alcançado avanços importantes”, apontou.

A deputada estadual Márcia Lia (PT) elogiou o empenho da Prefeitura em oferecer uma estrutura cada vez melhor para os moradores da região. “É muito importante melhorar a vida das pessoas que vivem nesse assentamento, que é um orgulho para Araraquara, um orgulho para quem acredita que, na produção de alimentos, a gente vai tirar o nosso país da fome. Construir políticas públicas para melhorar a vida daqueles que estão no campo e para firmar o compromisso dos nossos jovens no campo é fundamental”, mencionou.

A secretária de Saúde, Juliana Lujan, falou sobre a importância de fortalecer as estruturas das unidades de saúde. “Fica evidente como as Unidades Básicas de Saúde, principalmente em locais como este, se tornam muito importantes na vida das pessoas, e como isso é significativo, porque não é só um ponto de atenção à saúde quando as pessoas estão doentes, mas um ponto de socialização, um ponto de melhoria da qualidade de vida e um ponto de encontro. O posto de saúde tem essa função de agregação das pessoas e isso vai fazer com que elas atinjam de fato uma melhor qualidade de vida”, citou.

A enfermeira Cláudia Cristina Somenzari Maciel representou os funcionários e usuários da unidade no ato. “O dia de hoje é uma grande conquista e só temos que agradecer. Cada morador, cada servidor municipal, faz parte desta conquista, que elegeu a ampliação e a reforma da USF Bela Vista em plenária do OP. Nosso maior compromisso é levar saúde para as pessoas que tenham a unidade local como único acesso à reforma e a ampliação trará inúmeros benefícios a todos, mais conforto e qualidade de trabalho para os nossos profissionais. Este dia reforça o compromisso da gestão municipal com a saúde da nossa população”, concluiu.

Também estiveram presentes na solenidade os vereadores Alcindo Sabino (PT) e Fabi Virgílio (PT); o vice-prefeito e secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Damiano Neto; a secretária de Saúde, Juliana Lujan; o secretário de Governo, Donizete Simioni; o secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Marcelo Mazeta; a secretária de Obras e Serviços Públicos, Renata Bratfisch; secretária da Educação, Clélia Mara dos Santos; a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa; a secretária de Desenvolvimento Urbano, Sálua Kairuz Poleto; o secretário de Trânsito, Transportes e Mobilidade Urbana, Nilson Carneiro; a secretária de Esportes e Lazer, Milena Pavanelli; o chefe de gabinete, Renato Ribeiro; a coordenadora de Agricultura da Prefeitura de Araraquara, Letícia Valério da Silva Bueno; a coordenadora de Segurança Alimentar, Silvani Silva; a diretora executiva da Fungota, Lúcia Ortiz; Adriana Medina, que representou a Secretaria de Cultura; a gerente da Ceagesp, Fernanda Bonalda; e Fernando Braga, que representou o Daae.

A Unidade de Saúde da Família

Com o investimento de R$ 917.672,93, a reforma faz parte de um pacote de 24 obras na área da Saúde em Araraquara, que serão custeadas pelo Governo Federal por meio do Ministério da Saúde, com recursos que somam mais de R$ 39 milhões.

A obra na unidade de saúde envolve reparação e reabilitação da edificação onde funcionam os consultórios, recepção, farmácia e imunização, para adaptação a novos usos além da correção de danos, troca ou recuperação de itens das instalações, reposição de elementos das coberturas e recomposições; demolição da parte do edifício onde hoje há a sala de reuniões; desmontagem, remoção e relocação da torre e antena; construção de nova edificação para abrigar a recepção e espera, sanitários para o público, banheiros de funcionários, farmácia, depósito de material de limpeza, almoxarifado, arquivo, pré-consulta, vacinas, curativo e inalação; reparação e reabilitação da edificação onde funcionam depósitos para adaptação a novos usos além da correção de danos, troca ou recuperação de itens das instalações, reposição de elementos das coberturas e recomposições; instalações e adequações necessárias para atendimento às normas de acessibilidade; construção de novos acessos ao edifício, passeio público, relocação de trechos do alambrado, construção de novos abrigos de lixo e reposicionamento da entrada de energia; pintura geral de todo o prédio; e instalação de aparelhos de ar-condicionado nos ambientes determinados em projeto.

Termo de uso do Casarão

O Casarão do Assentamento Bela Vista ainda conserva a imponência da obra construída em 1880. Apesar de hoje estar deteriorado, ainda atrai muito a atenção e é considerado um dos marcos turísticos de Araraquara, principalmente por conta de sua fama de mal-assombrado. O prédio foi, inicialmente, sede de uma fazenda de café e, em seguida, de uma usina de cana-de-açúcar. Os dois terreiros de café, em níveis diferentes, ficam em frente ao casarão e secavam o fruto daquele ‘ouro negro do Brasil’ diante dos olhos do dono.

O casarão abrigou escravizados, que viviam no andar inferior, sob os pés do seu senhor. Após o fechamento da usina, a partir de 1989, após um longo período de transformações e negociações sobre as partes envolvidas, a propriedade foi regulamentada enquanto assentamento, condição em que se mantém até os dias atuais.

O casarão do Assentamento Bela Vista foi tombado em 5 de dezembro de 2018. Em 11 de julho de 2022, a Prefeitura encaminhou ofício à Superintendência do Incra solicitando destinação de bem público ao imóvel, considerando o forte envolvimento da comunidade com a edificação e todos o potencial de exploração de turismo regional, sempre entrelaçado com o desenvolvimento de projetos de preservação da história e memórias locais, inclusive no que há de imaterial, como as festas tradicionais e a produção de orgânicos. Dessa forma, o município destacou que sua vocação é a transformação em espaço multiuso, apropriado e gerido pela comunidade local em sua diversidade. Ressaltou ainda a urgência na preservação do que ainda resta de estrutura original, profundamente afetada pela degradação do tempo e da falta de manutenção, em atendimento ao interesse público.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias