sábado, 15, junho, 2024

Com presença de ministro, Edinho entrega nova sede do Centro de Referência do Idoso de Araraquara (Cria)

A obra, que teve o investimento de R$ 2.834.418,63, é uma demanda eleita na Plenária Temática dos Idosos no Orçamento Participativo

Mais lido

No último sábado (25), foi realizada a solenidade que marcou a entrega da nova sede do Centro de Referência do Idoso de Araraquara (Cria) “José Quitério”, que fica na Rua Comendador Hélio Morganti, esquina com a Avenida Dom Bosco, no Quitandinha. A cerimônia teve a participação do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macêdo.

A obra, que teve o investimento de R$ 2.834.418,63, é uma demanda eleita na Plenária Temática dos Idosos do Orçamento Participativo. O novo espaço, que tem 1.200 metros quadrados, conta com recepção, salas de atendimento, banheiros, vestiários, sala de reunião, almoxarifado, salas administrativas, refeitório, consultórios médicos, sala de curativo, consultório de enfermagem, ginásio e área de convivência externa.

O ministro falou da simbologia que envolveu a inauguração. “Isso tudo tem dois símbolos muito importantes e a vida é feita de símbolos. Um símbolo importante é a participação da sociedade. Essa é uma obra que tem as impressões digitais do povo, que atende as necessidades do povo. E é uma obra direcionada à melhor idade, a um segmento da sociedade que, se Deus permitir e tivermos sorte, todos nós vamos chegar, mas que muitas vezes não tem o tratamento devido historicamente em nosso país, com políticas públicas que atendam a complexidade e a importância que o tema exige”, comentou.

Márcio Macêdo acrescentou que as políticas públicas de Araraquara são um modelo para o Brasil. “Nós precisamos ter um programa específico para os idosos do Brasil, estamos trabalhando nisso, e isso aqui é uma referência, que nos ajuda a refletir e vem como um bom exemplo para que o Brasil possa replicar nas cidades do nosso país continental. É por isso que estamos aqui, porque aqui tem um prefeito que lidera uma administração séria e comprometida com o povo, aqui tem muitas políticas públicas que atendem o conjunto da população e esse ato tem essa simbologia com duas políticas fundamentais para se construir uma administração responsável com o povo que habita as cidades brasileiras”, completou.

O prefeito Edinho valorizou a presença do ministro no ato e destacou a importância do espaço público. “Ter o ministro que cuida da participação popular do Brasil em Araraquara é muito importante, ainda mais inaugurando uma obra do Orçamento Participativo. Ele está vendo de perto o quanto o Orçamento Participativo faz e o quanto que ele muda a vida das pessoas. Envelhecer é uma arte e exige qualidade de vida. O Centro do Idoso é importante porque tira o idoso de casa, ele precisa de atividades e usufruir da beleza da sua velhice. Então nós precisamos de políticas sociais, e o Centro do Idoso é isso, ter acesso ao esporte, cultura, atendimento médico, dentário, psicológico”, ressaltou.

O presidente da Câmara Municipal de Araraquara, Paulo Landim (PT), falou da importância do novo espaço. “Este momento é uma conquista que pertence a cada um de nós. É resultado direto da participação ativa e da democracia na Plenária dos Idosos no Orçamento Participativo. Em Araraquara, quem aponta as prioridades e define o que é mais importante para a nossa comunidade é o povo. E hoje celebramos a materialização de um sonho, uma necessidade que foi atendida por meio do engajamento e da voz da nossa comunidade”, mencionou.

A deputada estadual Márcia Lia (PT) também elogiou a decisão tomada no OP. “É uma alegria muito grande estar participando desse momento, que é um sonho realizado. Eu visitei todas as salas e é um espaço lindo, um espaço que vai dar tranquilidade para as pessoas que serão atendidas aqui”, pontuou.

A secretária de Saúde, Eliana Honain, também valorizou a participação popular para a melhoria do local. “Eu vi a sementinha do Cria nascer lá em 1993 e hoje fico muito feliz por ver o que se tornou. Isso tudo é uma construção da nossa política, é resultado da nossa escolha de ouvir a população por meio do Orçamento Participativo, de cuidar da população, assim como cuidamos na pandemia, e vamos continuar cuidando muito. Vamos seguir em frente, trabalhando muito e transformando Araraquara, que já é uma referência, com essa visão antecipada que sempre foi o histórico da cidade”, citou.

A gestora do Cria, Teka Sampaio Carmagnani, falou em nome da unidade. “Agradeço ao nosso querido grupo, porque sem esse apoio incondicional nada seria possível. Vocês aprovaram essa proposta no Orçamento Participativo e ali foi plantada a semente que floresceu. Estou extremamente emocionada e deixo aqui meus agradecimentos a todos.

Priscila Quitério de Assis, neta do homenageado José Quitério, representou a família na solenidade. “A partir do momento em que meu avô entrou no Cria e conheceu o Cria, ele fez uma história. Uma história muito bonita de acolhimento, de amor e de carinho. As pessoas que conviviam sabem que ele tratava todos com muito carinho, muito amor, e  transmitia que envelhecer era uma fase boa, um privilégio”, comentou.

Também marcaram presença na solenidade a deputada estadual Márcia Lia (PT); o presidente da Câmara Municipal de Araraquara, Paulo Landim (PT); os vereadores Alcindo Sabino (PT), Fabi Virgílio (PT) e Guilherme Bianco (PCdoB); o secretário de Governo, Donizete Simioni; a secretária de Obras e Serviços Públicos, Renata Bratfisch; a secretária de Desenvolvimento Urbano, Sálua Kairuz Poleto; o secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Marcelo Mazeta; a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa; a secretária de Comunicação, Priscila Luiz; o secretário de Trânsito, Transportes e Mobilidade Urbana, Nilson Carneiro; o superintendente do Daae, Delorges Mano; a ouvidora geral do Município, Fernanda Fegadolli Nascimento; além de familiares do homenageado José Quitério.
O Cria

O Centro de Referência do Idoso de Araraquara completou 30 anos em 2023 e é vinculado à Coordenadoria Executiva de Assistência Especializada da Secretaria Municipal da Saúde. Foi inaugurado em 1993 e funcionava em um imóvel alugado localizado na Rua Itália, 1009, no Carmo.

O Cria oferece um serviço especializado em geriatria e gerontologia, que conta com uma equipe multidisciplinar voltada no bem-estar da pessoa idosa, focado na promoção e na prevenção da saúde, no tratamento, na reabilitação das funções e na socialização. As atividades oferecidas incluem grupo de convivência, geriatria, psiquiatria, fonoaudiologia, enfermagem, serviço social, fisioterapia, nutrição, psicologia e educação física por meio de parceria com a Secretaria de Esportes e Lazer. Os serviços são realizados de forma individual, em grupo e por meio da visita domiciliar. O Cria atende idosos encaminhados pela rede pública de saúde e conta com mais de 10 mil pacientes cadastrados.

O homenageado

Filho de Rozeno Quitério e Eliza Furian Quitério, José Quitério nasceu no dia 2 de novembro de 1926, em Arraial dos Sousas, Campinas-SP. Casou-se com Olga de Castro Quitério, em 11 de outubro de 1948, e teve três filhos: Luiz Roberto Quitério, Marli Quitério da Silva e Sonia de Jesus Quitério. Foi avô de cinco netos: Alexandre, Adriane, Simone, Cibele e Priscila; e bisavó de 3 bisnetos: Yuri, Yara e Rael.

Carpinteiro de vida simples e cozinheiro nato, amava futebol e música. Apaixonado por Araraquara, tinha orgulho de ter ajudado a construir vários locais da cidade, sendo um dos mais comentados o Teatro Municipal. Para ele, envelhecer era um privilégio. Por isso, sempre dizia: “Não sou velho, nessa fase sou sábio e feliz”. José Quitério faleceu em 27 de setembro de 2010.

Atenção ao idosos

A região central do Estado tem 12,93% de sua população com 65 anos ou mais, segundo dados do Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE); o índice fica acima da taxa nacional, que é de 10,9%. Em Araraquara, são 31.683 pessoas com 65 anos ou mais. Araraquara também é o município com mais centenários em toda a região central do Estado, segundo o Censo 2022: são 39 pessoas com 100 anos ou mais entre os moradores, o que representa 0,016% da população do município, que tem 18,76% da sua população idosa. Há ainda 1.120 pessoas com idade entre 90 e 99 anos em Araraquara. Entre 80 e 89 anos, são 5.639 pessoas em Araraquara.

Entre as ações do Governo Edinho voltados à população idosa, se destacam a realização da Conferência Municipal do Idoso, para a elaboração do Plano Municipal de Políticas Públicas para a Pessoa Idosa; a posse dos integrantes do Conselho Municipal do Idoso; a realização dos Jogos Municipais da Melhor Idade (JOMMI); aulas de ginástica, lian gong e zumba em diferentes pontos da cidade; sessões de hidroginástica e hidroterapia via Secretaria de Saúde; dança de salão, bocha, coreografia, vôlei adaptado e atletismo no Centro de Convivência do Idoso; comemorações do Dia Municipal do Idoso (1º de outubro); três academias da Saúde no Adalberto Roxo, Acapulco e Cruzeiro do Sul; além de serviços voltados exclusivamente aos idosos, como o Centro de Referência do Idoso de Araraquara (Cria); o Centro Dia do Idoso, no Carmo; o Centro de Convivência do Idoso (Fundo Social); três praças do Idoso no Parque Infantil, Carmo e Vila Xavier; Conjunto Habitacional Recanto Feliz, na Vila Xavier, com 33 casas; e a Vila Dignidade, no Cecap, com 20 moradias.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias