segunda-feira, 27, maio, 2024

Defesa Civil apresenta Operação Estiagem 2024 nesta quinta-feira (16)

Plano de contingência contra queimadas será lançado na Sala de Reuniões da Prefeitura

Mais lido

Nesta quinta-feira (16), às 16h, a Sala de Reuniões do Paço Municipal receberá a solenidade de lançamento da Operação Estiagem 2024, plano de contingência que visa intensificar no município de Araraquara o monitoramento e o combate a incêndios em vegetação no período de baixa umidade relativa do ar.

Os trabalhos são coordenados pela Secretaria Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, por meio da Defesa Civil e acontecem numa parceria com o Corpo de Bombeiros, Secretaria de Governo, Planejamento e Finanças, Secretaria de Obras e Serviços Públicos, Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Secretaria de Saúde, Secretaria de Comunicação, o Daae Araraquara, além de outros setores.

O plano é um instrumento de gestão de risco, possibilitando aos gestores públicos a adoção de medidas de prevenção, mitigação, preparação, resposta e recuperação, com o objetivo de minimizar os efeitos da estiagem. Executado em conjunto com órgãos municipais e outras instituições, o plano Operação Estiagem foi criado em 2017 e é implantado anualmente no período entre 15 de maio a 31 de setembro.

As principais ações desenvolvidas pela Operação Estiagem 2024 são a intensificação da fiscalização de terrenos e lotes com mato alto, limpeza das áreas públicas, fornecimento de máquinas e suprimentos (caminhão-pipa) para apoio ao Corpo de Bombeiros, emprego da brigada de incêndio da Defesa Civil e intensificação da fiscalização de terrenos e lotes incendiados.

O período de estiagem é marcado pelo aumento das queimadas em áreas urbanas e rurais, com elevação do número de problemas alérgicos e respiratórios devido à poluição gerada, além da destruição causada ao meio ambiente e dos perigos oferecidos a instrumentos públicos, privados e moradias próximas aos locais com queimadas.

Luiz Dell’acqua, gerente responsável pela Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, falou sobre as preocupações que cercam essa época do ano. “O planejamento para a Operação Estiagem é iniciado agora no mês de maio, no fim do outono, quando se inicia o inverno. As chuvas são totalmente estiadas, não se vê mais períodos chuvosos. A tendência é que o mato seque, a vegetação fique seca e os incêndios ocorram, porém é muito difícil que esses incêndios ocorram de maneira natural. Para não falar 100%, a grande maioria dos incêndios é causada pelo homem, seja de forma voluntária ou involuntária, como ocorre com as bitucas de cigarro. Mas a maioria acontece de forma intencional”, apontou.

Ele também destacou a importância da operação. “Fazemos o planejamento no município, que acontece com a Defesa Civil, junto com todas as secretarias do município e os órgãos que têm envolvimento com esse problema, como o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, entre outros. Nos unimos e fazemos o planejamento para tentar enfrentar esse problema. Várias ações são desencadeadas e na verdade já estão em ação desde o início do ano, através da Secretaria de Obras, da fiscalização dos terrenos e do mato alto, da limpeza, tanto das áreas particulares como públicas. São vários serviços para que, no final do período de estiagem, possamos colher os frutos desse trabalho, que é a diminuição do número de incendios”, explicou.

CANAIS DE DENÚNCIA

Queimadas urbanas

Gerência de Fiscalização e Licenciamento: (16) 3339-5000

Queimadas em área rural

Disque Ambiente: 0800 11 3560

denuncia.sipam.sp.gov.br

Polícia Ambiental: (16) 3335-7980

Cetesb: (16) 3332-2211

Para conter o fogo, acione imediatamente:

Corpo de Bombeiros: 193

Em casos de dúvidas:

Defesa Civil: 199

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias