quinta-feira, 18, julho, 2024

Especialista da Unimed pontua como manter a saúde respiratória no inverno

O Dr. Eduardo Villar Lauand é otorrinolaringologista da Unimed

Mais lido

Com a chegada do inverno é muito comum o aumento de doenças respiratórias. A combinação de clima frio e tempo seco agrava a situação e provoca aumento nos sintomas relacionadas às alergias e doenças inflamatórias, sejam elas infecciosas ou não.

Os exemplos mais corriqueiros são: sinusite, faringite e rinite, além de gripes, resfriados, pneumonia, Covid-19, entre outras doenças. Em Araraquara, essa época do ano ainda traz outro agravante: o aumento das queimadas que geram fumaça.

“E o que que isso acontece com a gente? Aumenta muito mais o número de infecção na via respiratória superior. Então, o que que a gente pode fazer para se proteger? Primeiro: hábitos saudáveis, ingestão de líquidos, ou seja, beber bastante água, além da prática de exercícios físicos’, comenta o otorrinolaringologista da Unimed Araraquara Dr. Eduardo Villar Lauand.

Em relação à fumaça, seja na queimada ou até no tabagismo, o especialista recomenda o uso contínuo de soro nasal para evitar o ressecamento da mucosa. “Revise toda a sua caderneta vacinal para ver se está tudo em dia. Se possível, evite o contato com pessoas contaminadas. Caso contrário, procure o seu otorrino”, finaliza.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias