quinta-feira, 18, julho, 2024

ESTREIA DO ESPETÁCULO INFANTO-JUVENILNÓS VAMOS FAZER UMA PEÇA DE TEATRO

No dia treze de junho de 2024, quinta-feira, acontecerá a estreia da peça teatral NÓS VAMOS FAZER UMA PEÇA DE TEATRO, no anfiteatro do Espaço do Saber na cidade de Gavião Peixoto

Mais lido

O espetáculo “Nós vamos fazer uma peça de teatro” fala sobre
preconceitos, principalmente de um chamado etarismo, que tenta limitar as pessoas segundo a idade. Na fábula um ator e uma atriz com mais de 60 anos trazem memórias do tempo em que eram felizes trabalhando com sua arte (o teatro), porém tiveram que mudar de profissão, já que em Cidade Pequena (onde moram), o Coreto foi derrubado e tudo ficou cinza. Os dois atores, após um tempo trabalhando de forma mecânica, sentem a esperança renascer em seus corações e decidem: “Nós vamos fazer uma Peça de Teatro”. Mas será que a
sociedade vai aceitar? Será que eles vão resistir e persistir mesmo com as novas dificuldades?
A ideia da peça parte da história de um ator e uma atriz, ambos com mais de 60 anos e mais de 40 anos de experiência profissional, que depois de um longo tempo longe dos palcos, decidem remontar a peça “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá”, baseada na obra infanto-juvenil do escritor brasileiro Jorge Amado, em comemoração aos 30 anos da montagem que fizeram juntos pela primeira vez. Adereços e figurinos originais da 1ª montagem serviram de inspiração para esse novo espetáculo, onde os atores se deparam com as diferenças que as últimas décadas produziram tanto em seus corpos como na
maneira de pensar dos dois e no mercado de trabalho. Usando de metalinguagem, o projeto convida ao diálogo sobre envelhecer usando a metáfora da arte de fazer teatro. Tem como objetivo ir além dos estereótipos lançados sobre pessoas com mais de 60 anos e propõe uma visão a partir das
experiências e personalidades do ator e da atriz, com o intuito de gerar reflexão e perceber novas possibilidades nessa fase da vida.
A montagem abrange desde a construção dramatúrgica, coordenada por Cintia Alves com a diretora Tânia Alonso e com os atores Luis de Tolledo e Maria Alice Ferreira. O projeto conta também com Cris Rosa, responsável pela produção e Marcio Pontes no Figurino, adereços e cenografia, e André Cruz na
criação das máscaras.
Os encontros, treinamentos, construção de cenas e ensaios começaram em outubro de 2023, quase 8 meses de planejamento e preparação.
Segundo Cris Rosa, responsável pela produção, “o interesse deste projeto é priorizar as apresentações em cidades pequenas da região cujo acesso à cultura é mais escasso, priorizando a difusão cultural fora da capital, levando arte,
diversão e consciência ao público”.
Além de Araraquara, os espetáculos acontecerão nas cidades de Motuca, Gavião Peixoto, Américo Brasiliense e Barra Bonita.
As apresentações, totalmente gratuitas, estão direcionadas, neste momento, a público fechado com as secretarias de educação de cada cidade para dar acesso a alunos das escolas municipais do ensino fundamental I.
O projeto tem a realização do Governo do Estado de São Paulo,
Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, ProAC Editais e o apoio das Prefeituras Municipais das cidades mencionadas acima.
Confira a programação das apresentações:
07/06 sexta-feira – Estreia em Araraquara, no Céu das Artes
11/06 terça-feira – Motuca, no Centro Comunitário
13/06 quinta-feira – Gavião Peixoto, no anfiteatro do Espaço do Saber
18/06 terça-feira – Américo Brasiliense, no Auditório Municipal
24/06 segunda-feira – Barra Bonita, no Teatro Professora Zita De Marchi

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias