quinta-feira, 22, fevereiro, 2024

 Hospital São Francisco de Araraquara promove roda de conversa sobre câncer de mama

Ação do Outubro Rosa será realizada na segunda-feira, dia 30, e contará com participação e relatos de mulheres que já enfrentaram a doença

Mais lido

Em alusão à campanha Outubro Rosa, o Hospital São Francisco em Araraquara, integrante da Hapvida NotreDame Intermédica, sedia, na segunda-feira, dia 30, às 14h30, uma roda de conversa com o tema “Prevenção ao Câncer de Mama”. A ação contará com a participação de três mulheres que enfrentaram o diagnóstico, realizaram o tratamento e irão compartilhar suas histórias de superação.

“O evento será realizado exclusivamente para pacientes da Oncologia, acompanhantes e colaboradores do hospital. Sem dúvida, a atividade será composta por depoimentos emocionantes”, explica a coordenadora do Centro Avançado de Oncologia (CAON), Fernanda Colombo.

Troca de experiências

Segundo Fernanda, a iniciativa surgiu com o intuito de promover a troca de experiências e, ao mesmo tempo, proporcionar um momento de acolhimento e gratidão pela superação.

“Optamos por apresentar histórias reais, levando esperança a quem está em tratamento. Esta é uma forma proporcionar acalento para aquelas mulheres que estão enfrentando a doença e precisam de tranquilidade para passar por este momento”, afirma.

A profissional destaca, ainda, as repercussões positivas envolvidas. “Essa acolhida e aproximação com quem já passou pelo câncer reflete positivamente no tratamento. Além disso, auxilia quem, por ventura, possa descobrir a doença a não temer a busca por assistência”, completa.

Moradora de Araraquara, a dona de casa Simone de Souza, de 54 anos, estará presente na ocasião. Ela descobriu o câncer de mama após perceber um nódulo no seio durante o banho. 

“À época, procurei o médico e, após a punção, descobri que era maligno. Na hora, você pensa que o mundo vai acabar, mas decidi levantar a cabeça e ter fé. Logo iniciei a quimioterapia e operei há dois meses. Agora o resultado do tratamento foi positivo e começarei a radioterapia. Graças a Deus deu tudo certo”, conta a paciente.

Um dos objetivos de Simone, agora, é levar acolhimento e boa informação a quem necessita. “Raspei a cabeça e assumi a careca. Agora, quero ajudar novas mulheres nessa luta. Falar da importância de se cuidar, do autoexame e de nunca desistir. Tudo passa”, conclui.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias