domingo, 25, fevereiro, 2024

Medicina Veterinária da Uniara desenvolve projeto de intervenção assistida por animais

Atividade proporciona alegria e conforto a diferentes grupos de pessoas

Mais lido

O curso de Medicina Veterinária da Universidade de Araraquara – Uniara desenvolve o Projeto Kurama – Intervenção Assistida por Animais, atividade que funciona como uma terapia, na qual cães proporcionam alegria e conforto a diferentes grupos de pessoas.

“Somos um grupo multidisciplinar que abrange médica veterinária, terapeuta ocupacional, adestradores, alunos/tutores e cães. Realizamos visitas semanais a instituições de longa permanência para idosos – Lar São Francisco de Assis e Vila Vicentina – e na Casa Cultural Ary Bombarda, que acolhe crianças em situação de vulnerabilidade, e vamos começar o trabalho na UTI do Hospital de Américo Brasiliense”, conta a docente da graduação, Karina Castagnolli Martins.

Ela relata que, ao encontrarem-se com os cães, os idosos passam a lembrar da infância, “com memórias de situações agradáveis”. “Eles comentam, contam histórias, saem do cenário de isolamento e retomam a sociabilidade e, por ser semanal, passam os dias aguardando a visita dos cães novamente. Isso reduz o estresse e, assim, melhoram a imunidade, ficam mais felizes e mais resistentes”, destaca a professora.

Atualmente são quinze cães participantes do Kurama, sendo quatro cegos (nasceram cegos) e um pastor alemão do tiro de guerra. “É importante ressaltar que os animais necessariamente têm que estar saudáveis. Eles passam por exame clínico regularmente, com as vacinas e vermífugos em dia. O projeto é do curso de Medicina Veterinária, mas temos a participação de profissionais, como por exemplo uma psicóloga, que leva seu cão, aprovado pelos adestradores, nas visitas”, detalha Martins.

Os cães são mais apropriados para comporem o Kurama, segundo a docente, mas é possível ter outros animais como opção. “Os gatos, por terem as unhas mais finas, podem machucar a pele dos idosos, mas poderia ser um cavalo, por exemplo”, aponta.

Quem tem interesse em auxiliar o projeto com seu pet pode entrar em contato pelo Instagram – @projeto_kurama. “Para participar, basta querer. Os animais passam por seleção junto aos adestradores. Só podem participar cães com seu respectivo tutor. Caso a pessoa interessada não tenha o animal, ou tenha e ele não tenha passado na triagem, ela pode participar como volante, cujo papel é de extrema importância, pois auxilia durante o atendimento”, finaliza Martins.

Informações sobre o curso de Medicina Veterinária da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias