quinta-feira, 29, fevereiro, 2024

Polícia Rodoviária faz balanço da “Operação Impacto Natal”

Foram registrados, durante o período, 78 sinistros de trânsito, sendo 53 com vítimas e 25 sem vítimas

Mais lido

O 3º Batalhão de Polícia Rodoviária, juntamente com o Comando de Policiamento Rodoviário
(CPRv), segmento especializado da Polícia Militar do Estado de São Paulo, alinhado ao Programa
“Respeito à Vida – São Paulo Dirigindo com Responsabilidade” e à Segunda Década de Ação pela
Segurança no Trânsito 2021-2030 (ONU), intensificou as ações de policiamento nas rodovias paulistas
no período compreendido entre as 00h do dia 22 de dezembro (sexta-feira), até às 23h59min do dia 25
de dezembro de 2023 (segunda-feira), promovendo ações de implemento ao policiamento,
proporcionando mais segurança a todos os usuários da malha rodoviária do Estado de São Paulo.
O 3º BPRv esteve presente, com todo o efetivo operacional empregado, diuturna e
estrategicamente, em mais de 6.890 km da malha rodoviária do Estado de São Paulo, nas regiões de
Araraquara, Rio Claro, São José do Rio Preto e Ribeirão Preto, direcionado às áreas de incidência
criminal e de sinistralidade viária, de forma a aumentar a percepção de segurança de todos os usuários
que necessitaram realizar deslocamentos entre Municípios/Estados. A presença e a visibilidade
preponderaram, sendo contínuo o trabalho conjunto com as Concessionárias de Rodovias, DER,
ARTESP e outros parceiros.
Durante todos esses dias, a atuação do Policiamento Rodoviário buscou sedimentar condições de
trafegabilidade cada vez mais seguras, conscientes e humanizadas, com foco na fiscalização da
questão comportamental do motorista, posto que a falha humana se constitui como a principal causa
de sinistros de trânsito (90%, segundo a Organização Mundial de Saúde). Portanto, objetivando salvar
vidas e diminuir os sinistros na malha rodoviária estadual paulista, o Policiamento Rodoviário entende
que coibir as infrações de trânsito abaixo é uma das prioridades em suas ações.
Com o foco principal na preservação da vida, durante esse período, foram elaboradas 4.882
autuações por inúmeras infrações de trânsito, sendo 2.224 por excesso de velocidade, 1.293 por não
uso do cinto de segurança (e outros dispositivos de retenção) e 129 por ultrapassagens em locais
proibidos, além de outras, demonstrando que a imprudência dos motoristas ainda é elevada.
Vale ainda observar que, durante o período, 3.669 motoristas foram submetidos aos testes de
alcoolemia, que resultaram em 252 autuações por dirigir sob a influência de álcool, destas, 233 se
deram em decorrência da recusa de condutores a realizarem o teste.

Visando o combate aos diversos ilícitos penais, no mesmo período, o 3º Batalhão de Polícia
Rodoviária efetuou a prisão de 10 indivíduos por diversos crimes, dentre eles porte ilegal de arma de
fogo e procurado pela justiça.
Foram registrados, durante o período, 78 sinistros de trânsito, sendo 53 com vítimas e 25 sem
vítimas. A maioria dos sinistros poderiam ter sido evitados, considerando que as principais causas
continuam relacionadas à imprudência, a negligência ou a imperícia dos condutores e/ou pedestres,
bem como, o desrespeito às sinalizações. Os sinistros resultaram em 67 vítimas leves, 13 feridos
gravemente e 12 óbitos.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias