quinta-feira, 22, fevereiro, 2024

Prefeitura esclarece instalação de câmeras que confundiram moradores de Bueno de Andrada

Equipamentos foram confundidos com radares e informações falsas foram difundidas em redes sociais

Mais lido

A instalação de equipamentos de videomonitoramento da Prefeitura de Araraquara na região central do Distrito de Bueno de Andrada tem causado uma grande repercussão nas redes sociais nos últimos dias.

Os equipamentos de monitoramento instalados próximos da faixa de pedestre, que fica em frente à antiga estação de trem, foram confundidos com um radar que, de acordo com postagens na internet, serviria para multar quem ultrapassasse uma certa velocidade ou fizesse uma ultrapassagem proibida. Em nota, a Prefeitura esclarece que os equipamentos são na verdade parte do videomonitoramento municipal.

Veja a nota na íntegra:

A Prefeitura de Araraquara, por meio da Secretaria de Cooperação de Segurança Pública, informa que as câmeras de segurança instaladas no distrito de Bueno de Andrada integram o novo sistema de videomonitoramento de Araraquara. Apesar de serem instrumentos auxiliares na fiscalização de trânsito, não servem para controle de velocidade, função realizada pelos radares de velocidade.

O projeto do novo sistema de monitoramento da cidade substituiu as câmeras situacionais e de contexto por câmeras de inteligência artificial, aumentando de 38 para 140 em toda a cidade. O projeto também modernizou a central de videomonitoramento, agora chamada de Centro de Operações e Inteligência (COI), e instalou totens de comunicação e monitoramento em pontos estratégicos.

O investimento de R$ 1.8 milhão intensificou o controle e monitoramento das vias públicas, áreas com grande circulação de pessoas e centros comerciais, especialmente nas principais entradas e saídas do município.

O novo sistema de videomonitoramento de Araraquara armazena imagens em nuvem, localmente e em NVR, permitindo o arquivamento pelo tempo necessário, conforme os prazos estabelecidos em lei.

Essas medidas têm apresentado resultados positivos, segundo levantamento da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, indicando redução da criminalidade em Araraquara em 2023 em comparação com 2022.

Os dados da SSP-SP, órgão responsável pela administração das polícias civil e militar em todo o estado paulista, mostram queda nos registros de roubos em 30%, estupros em 16,6%, homicídio doloso em 11% e furtos em 5% até outubro de 2023, comparados com o mesmo período de 2022.

A maior redução foi nos roubos, com 281 registros até outubro de 2022 e 197 até outubro de 2023. Estupros registrados pela PM e Polícia Civil passaram de 78 no ano passado para 65 neste ano; homicídios dolosos e tentativas de homicídio foram 24 nos primeiros 10 meses de 2022 e 23 no mesmo período deste ano, enquanto furtos caíram de 2.641 até outubro de 2022 para 2.507 até outubro deste ano.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias