segunda-feira, 20, maio, 2024

Alunas de Psicologia da Uniara promovem atividade lúdica para idosos do Lar São Francisco de Assis

O chamado “Bingão da Diversão” teve por objetivo valorizar a individualidade dos idosos

Mais lido

No último dia 06 de maio, alunas do curso de Psicologia da Uniara proporcionaram um momento especial para os idosos do Lar São Francisco de Assis, de Araraquara: a realização de um animado bingo recreativo.

O chamado “Bingão da Diversão” teve por objetivo valorizar a individualidade dos idosos participantes através da atividade lúdica e faz parte do projeto de extensão da disciplina Gestão de Projetos, que promove o engajamento dos alunos com a comunidade, ministrada pela Professora Grace Lis Proença Meireles Barreto Porto, sob a coordenação e apoio da Professora Simoni Haddad Penteado.

A equipe, formada pelas alunas Ágata Alves, Caroline Ferreira dos Santos, Beatriz Teodoro, Daniela Silotto, Fabiana Godoy, Julia Galhardo, Maria Eduarda Malheiro, Mariana Valença, Nathalia Correa, Sophia Miranda e Taynara Moraes Pereira da Silva, dedicou-se com entusiasmo e empenho, desde o desenvolvimento teórico de todo o projeto até a execução, para transformar o evento em uma animada realidade. Com o apoio da universidade e do Lar São Francisco, a atividade foi planejada de forma cuidadosa, levando em consideração as preferências e necessidades dos idosos, resultando em uma intervenção alegre e inclusiva.

Durante o evento, os idosos e as alunas viveram momentos de diversão, companheirismo e muitas trocas de experiência, demonstrando o poder transformador da solidariedade e do afeto. O bingo recreativo não apenas proporcionou entretenimento, mas também promoveu o fortalecimento dos vínculos comunitários e o respeito à individualidade de cada participante.

Segundo Arthur Deliza, psicólogo do Lar São Francisco de Assis, a interação é um dos pontos chaves em atividades como esta. “A interação que ocorre entre os idosos e quem participa deste tipo de ação é especial. Especificamente neste caso, com a realização do Bingo Recreativo, o jogo promove um encontro, uma troca muito importante, inclusive afetiva para os idosos. Eles se sentem bem, se sentem queridos e esta sensação é incrivelmente boa e positiva para eles. E ainda tem o lado da estimulação e do fortalecimento da individualidade. Para jogar, os idosos precisam prestar atenção em si mesmos e no que acontece ao redor. Há um treino cognitivo sendo feito ali naquele momento do jogo”, afirma o psicólogo.

Para a equipe responsável pela organização e realização do projeto, a atividade foi uma experiência enriquecedora e gratificante. “Ver o sorriso no rosto dos idosos, sorrir e rir com cada um deles em um ambiente tão acolhedor, foi emocionante e inspirador. Foi uma troca de experiências única, que nos proporcionou aprendizados valiosos sobre empatia, solidariedade e a importância de projetos com impacto social”, destacou Nathalia Correa, gestora da equipe.

Projetos como este não apenas enriquecem a formação acadêmica dos estudantes, mas também contribuem para o desenvolvimento de uma sociedade mais inclusiva e compassiva. Além disso, promovem a aproximação entre a academia e a comunidade, estabelecendo uma ponte entre o conhecimento teórico e sua aplicação prática para o benefício de todos.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias