quinta-feira, 18, abril, 2024

Com alunos da Uniara, delegação brasileira obtém êxito no NMUN, nos Estados Unidos

Evento foi realizado entre os dias 24 e 28 de março, em Nova Iorque

Mais lido

A delegação brasileira, que conta com alunos da Universidade de Araraquara – Uniara, obteve êxito em sua participação no National Model United Nations – NMUN, de acordo com um dos integrantes, o coordenador de extensão do curso de Direito da Uniara, Fernando Rugno. O NMUN, uma simulação das atividades da Organização das Nações Unidas – ONU, foi realizado entre os dias 24 e 28 de março, em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

“Estivemos na assembleia geral da ONU para o encerramento e as votações dos comitês. Quem encerrou o NMUN foi o atual secretário-geral da ONU, António Guterres. Foi um sucesso, nossas resoluções foram aprovadas e a delegação brasileira foi muito bem. Estão de parabéns todos os alunos da nossa Uniara”, declara Rugno, que também é representante do NMUN no Brasil.

Ele conta que, no dia 26 de março, além das atividades realizadas no NMUN, a delegação fez uma visita à missão permanente do Brasil junto à ONU. “A diplomata Bruna Mara Liso Gagliardi nos recebeu e ministrou uma palestra para os alunos, na qual falou sobre a importância do Brasil junto à ONU e as propostas que o nosso país tem feito referentes aos conflitos entre Israel e Palestina, e entre Ucrânia e Rússia. Ela também abordou outros assuntos de grande relevância, sendo que o Brasil emite sua opinião e promove debate para que as coisas possam melhorar cada vez mais”, relata.

Na ocasião, segundo ele, a diplomata também explicou o que é feito para se tentar aprovar resoluções, “quando o Brasil faz propostas de mudança de algum assunto de grande relevância para a comunidade internacional”. “Foi uma palestra excelente para os alunos e, pela primeira vez, foi permitido à Uniara escrever no livro de personalidades parceiras do Brasil junto à ONU, devido aos quinze anos em que a universidade esteve junto à missão do Brasil na ONU. É uma conquista inédita para Uniara”, destaca.

NMUN

“No NMUN, os participantes atuam como embaixadores de países diferentes dos de suas nacionalidades, conforme um sorteio realizado pela ONU, para que possam mudar algumas situações em um país em conflito, por exemplo, com novas ideias. É um grande desafio estudar para oferecer soluções de problemas diversos que essas nações apresentam”, explica Rugno.

Após o sorteio do país a ser representado – em 2024, os brasileiros ficaram com a Itália -, são realizadas pesquisas e a elaboração de projetos “para que possamos levá-los até a assembleia da ONU para apresentarmos às delegações dos países participantes”. “Ao serem aprovados, esses projetos são encaminhados ao país representado pela delegação, e isso, se esse país concordar e aceitar, torna-se lei com o nome do aluno”, detalha o coordenador.

O chefe do Departamento de Ciências Jurídicas da Uniara, Fernando Passos, parabeniza a iniciativa. “Recomendo que os interessados sempre participem, pois, além de colocarem em prática muitos conhecimentos e saberem melhor como funcionam as atividades da ONU, a atividade é importante para se exercer o movimento de liderança”, ressalta o docente.

No Brasil, a oportunidade de participar do NMUN é oferecida por meio de uma parceria entre a Uniara e a Associação Diplomatici Brasil, presidida por Rugno. Mais informações sobre o evento, organizado pela ONU, podem ser obtidas pelo telefone (16) 3301-7173, pelo Instagram @diplomaticibrasil ou também pelo e-mail [email protected].

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias