segunda-feira, 27, maio, 2024

Imóveis desocupados são vistoriados pela equipe do Controle de Vetores

Objetivo é intensificar o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya e outras doenças

Mais lido

Araraquara conta com um alto número de imóveis desocupados, onde podem ter possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya e outras doenças que podem se proliferar, pois o ciclo acontece em água parada. Com o objetivo de evitar essa proliferação, a Prefeitura de Araraquara, por meio da Coordenadoria de Vigilância em Saúde e da Gerência de Controle de Vetores da Secretaria Municipal de Saúde, tem intensificado as vistorias nesses locais.
Natália Caroline de Oliveira, gestora do Controle de Vetores, apontou que um dos desafios ao longo dos anos está na dificuldade de encontrar os proprietários e realizar a vistoria. “Muitos deles não atualizaram no cadastro da Prefeitura o endereço que estão residindo no momento. Desde novembro de 2023, estamos nos empenhando muito em conseguir meios para encontrar os responsáveis, a fim de agendar a vistoria. Todo esse esforço culminou em mais de 180 imóveis desocupados que foram vistoriados e os possíveis criadouros lacrados”, explicou.
No momento da vistoria de rotina ou bloqueio – onde tem caso confirmado -, os agentes detectam esses imóveis e repassam para a gestão, e então o processo para encontrar o responsável é iniciado. Por se tratar de imóvel desabitado, a equipe que vai até esse local leva um kit para resolver o problema de forma permanente, como vedar ralos, vasos sanitários, lavatórios, canos expostos entre outros. Materiais inservíveis são eliminados no momento da vistoria. Orientações sobre calhas e caixas d’água também são repassados pela equipe.
Ao final, o morador assina um termo se responsabilizando por manter os cuidados passados pelo agente e eliminar qualquer outro que possa aparecer. Do lado de fora do imóvel, o agente deixa um selo de forma visível com o intuito de transmitir a mensagem que aquele local foi vistoriado pela equipe de Controle de Vetores, para que dessa forma tranquilize a vizinhança e também o proprietário. “A dengue é uma responsabilidade de todos. Se você tem ou é responsável por um imóvel desocupado e quer colaborar com a prevenção e cuidado com a dengue, entre em contato. A vistoria será agendada com hora marcada”, completou Natália. 

O agendamento pode ser feito pelos números (16) 99625-0163, (16) 3303-3123 e (16) 3303-3124, ou pelo número da Ouvidoria Geral do Município, que é (16) 3303-3115.

Vale reforçar que o trabalho de combate aos criadouros por parte da Prefeitura é ininterrupto, independentemente da época do ano ou da situação da doença, e depende da participação da população. Além de cuidar da própria casa, o munícipe também pode identificar imóveis e outros locais problemáticos e avisar para o Controle de Vetores e a Ouvidoria da Vigilância em Saúde, por meio dos telefones (16) 3303-3115, (16) 3303-3104, (16) 3303-3123 e 0800-774-0440.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias