quinta-feira, 18, abril, 2024

Araraquara registra queda de 32,5% no número de óbitos no trânsito em 2023

Nilson Carneiro, secretário municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade Urbana, falou sobre as ações que ocasionaram esse resultado

Mais lido

Segundo dados divulgados em janeiro pelo Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga), Araraquara apresentou em 2023 uma queda expressiva no número de óbitos ocasionados por acidentes de trânsito em relação ao ano de 2022. Para falar sobre esse tema, o “Canal Direto com a Prefeitura”, programa produzido pela Secretaria Municipal de Comunicação, convidou, para a edição desta terça-feira (20), o secretário municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade Urbana, Nilson Carneiro.

O levantamento aponta que houve uma queda de 32,5% no número total de óbitos: foram 27 em 2023 contra 40 em 2022. O número de óbitos de motoristas também diminuiu de 14 para 8, ou seja, uma redução de 43%. Essa queda também foi notada nas mortes de motociclistas, que chegou a 50%, de 16 em 2022 para 9 em 2023, e nos óbitos de pedestres, de 6 em 2022 para 5 em 2023, uma queda de 17%.

Nilson pontuou os fatores que ocasionaram esse resultado. “Primeiro nós fizemos uma pesquisa com os locais de maior incidência de acidentes e começamos a fazer um tratamento em termos de engenharia de tráfego, muitas vezes com colocação de semáforo, muitas vezes sinalizando o local, muitas vezes até podando uma árvore que está cobrindo um foco semafórico. Nas escolas, nós investimos muito na implantação de lombofaixas, por conta da travessia das crianças, já que a lombofaixa dá uma sensação de segurança para os veículos não ultrapassarem a faixa de pedestre. Pegamos locais com índice alto de acidentes e colocamos lombadas, justamente para reduzir esses números. Teve também muita reconfiguração de traçado geométrico. Com isso, obtivemos sucesso na redução do número de óbitos na cidade. Inclusive cidades da região aumentaram o número em 30 ou 40% e Araraquara reduziu de 24 para 12 acidentes com óbitos, então foi uma forma muito boa de preservarmos a vida dos cidadãos de Araraquara”, analisou.

Nilson comentou que a segurança no trânsito é uma questão comportamental. “As pessoas, quando tiram a habilitação, de motociclista ou de motorista, aprendem todo o conceito de segurança. Temos também o Consetrans, que é um concurso de segurança onde treinamos todos os professores e eles repassam esse treinamento para todos os alunos, desde a pré-escola até a EJA. Tem alunos que estão há 16 anos nesse projeto, passando pelo treinamento todos os anos. Isso é uma vitória de Araraquara, pois é um projeto que efetivamente pega toda rede municipal e estadual, além da rede privada, que também estamos alcançando junto aos diretores das escolas”, relatou.

Para o secretário, essa é uma ação que vai gerar frutos a longo prazo. “É um trabalho de formiguinha que estamos realizando praticamente em todas as escolas. Quem é nascido aqui em Araraquara ou entrou nas nossas escolas, têm aprendido, fez os trabalhos, e isso é importante. Estamos na engenharia, na educação e na segurança, que faz a parte de fiscalização. Temos equipamentos de controle de velocidade e é importante termos um certo número desses equipamentos para fazer esse controle. Fazendo isso, consequentemente se reduz o número de óbitos. Esse é um sucesso da Prefeitura com o trabalho da Secretaria de Trânsito, Transportes e Mobilidade Urbana e também da Secretaria de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública”, concluiu Nilson.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias