quinta-feira, 18, julho, 2024

Araraquara tem a menor taxa de homicídios do Brasil entre as cidades com mais de 200 mil habitantes

No relatório com todos os municípios, cidade aparece na oitava colocação; dados foram levantados pelo Ipea junto ao FBSP e consideram como base o ano de 2022

Mais lido

Araraquara tem a menor taxa de homicídios do Brasil entre as cidades com população acima de 200 mil habitantes e a oitava considerando todos os municípios do país. A informação foi divulgada nesta terça-feira (18) pelo Atlas da Violência 2024, que tomou como base os casos registrados no ano de 2022.

O Atlas da Violência é um levantamento elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) junto ao Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). A pesquisa é realizada com dados obtidos junto ao Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde.

No ano pesquisado, Araraquara teve nove homicídios registrados e dois ocultos, não caracterizados, causa não justificada, totalizando 11, o que resulta em uma taxa de 4,5 para cada 100 mil habitantes. Com esse índice, a cidade ocupa a oitava colocação (com a mesma taxa da sexta e sétima) entre todos os municípios do Brasil e a primeira entre aqueles com mais de 200 mil habitantes.

O secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, Alexandre Pomponi, avaliou o resultado da pesquisa. “Esse número de 2022 não foi um ponto fora da curva porque Araraquara, de fato, vem mantendo uma diminuição consistente do número de crimes violentos, tanto é que em 2023 podemos afirmar que também houve a redução de homicídio”, comentou.

Para o secretário, os números são frutos de várias políticas públicas realizadas em torno da Segurança Pública da cidade. “São os trabalhos integrados e bem organizados das polícias, que são a Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Federal, junto com os trabalhos que vêm evoluindo da Guarda Civil Municipal; também com o monitoramento que evoluiu muito ao longo dos anos. Hoje temos um sistema de câmeras muito mais eficiente e que também identifica placas veiculares. O combate à impunidade intimida a violência”, mencionou.

Para o prefeito Edinho, a colocação de Araraquara também reforça a importância das políticas públicas implementadas pelo governo municipal nas mais diversas áreas, criando um verdadeiro colchão social e de proteção às famílias, especialmente aquelas em situação de vulnerabilidade. Edinho dá como exemplos programas consagrados como o Araraquara Sem Fome, que já recebeu prêmio internacional do Fórum de Milão, as Escolinhas de Esportes, Oficinas Culturais, Escola Municipal de Dança, dentre muitos outros programas “que impedem a escolha, o caminho da criminalidade”.

Edinho enfatiza ainda a cooperativa de egressos do sistema prisional, a Sol Nascente, organizada por meio do programa municipal Coopera Araraquara, que oferece uma alternativa e tem sido muito eficaz no combate à reincidência. Destaca ainda outras ações voltadas à segurança pública como o investimento na Guarda Municipal Cidadã, as câmeras de videomonitoramento e ainda a iluminação pública. Araraquara foi uma das primeiras cidades do Brasil a ter 100% de LED, o que garante mais luminosidade e mais segurança nas vias públicas. “Todas as políticas públicas, todos os investimentos sociais dos últimos anos, junto com a prevenção primária da violência, colaboram com esses números de Araraquara”, avaliou.

O ranking das dez primeiras cidades brasileiras com menor taxa de homicídios é liderado por Jaraguá do Sul-SC (182.660 habitantes e taxa de 2,2 homicídios para cada 100 mil habitantes), seguida de Atibaia-SP (158.647 habitantes e taxa de 3,2), Botucatu-SP (145,155 habitantes e taxa de 3,4), Tubarão-SC (110.088 habitantes e taxa de 3,6), Brusque-SC (141.385 habitantes e taxa de 4,2), Salto-SP (134.319 habitantes e taxa de 4,5), Bragança Paulista-SP (176.811 habitantes e taxa de 4,5), Araraquara (242.228 habitantes e taxa de 4,5), Uberlândia-MG (713.224 habitantes e taxa de 4,9) e Jaú-SP (133,497 habitantes e taxa de 5,2). O ranking completo pode ser conferido no site do Ipea (www.ipea.gov.br).

Reafirmação da qualidade do trabalho

O levantamento Ipea reforça a qualidade da Segurança Pública de Araraquara, que já havia sido apontada como a segunda cidade mais segura entre os municípios entre 200 mil e 500 mil habitantes (e em 7º lugar no ranking geral do Brasil) na pesquisa divulgada no Anuário 2023 das Cidades Mais Seguras do Brasil, que também tomou como base o ano de 2022.

O levantamento do Anuário foi baseado em dados do Painel de Monitoramento de Mortalidade da Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente (SVSA), do Ministério da Saúde, e no Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias