sexta-feira, 23, fevereiro, 2024

Em Brasília, Edinho anuncia liberação de mais de R$ 4,3 milhões para a Saúde

O prefeito Edinho esteve em Brasília, nesta terça (21), reunido com a Ministra da Saúde, Nísia Trindade, e depois com o Ministro das Cidades, Jader Filho

Mais lido

O prefeito Edinho anunciou, nesta terça-feira (21), a liberação de R$ 4,3 milhões para a área da Saúde de Araraquara. Os recursos são do Governo Federal, através do Ministério da Saúde, e são resultado de articulação do prefeito Edinho, que nesta manhã, em Brasília, se reuniu com a Ministra da Saúde, Nísia Trindade.

De acordo com o Ministério da Saúde, serão liberados R$ 2,3 milhões para aquisição de equipamentos para a Rede Básica da Secretaria Municipal de Saúde, R$ 738 mil para equipamentos para a Maternidade Gota de Leite, mais R$ 635 mil para equipamentos para o novo Centro de Especialidades Médicas, que está sendo construído no bairro do Quitandinha, e mais R$ 647 mil para compra de ambulâncias.

“São mais de 4,3 milhões de reais liberados nessa manhã de trabalho junto ao Ministério da Saúde. E o Município já havia tido acesso a 59 milhões de reais para a realização de exames e cirurgias eletivas. Agradeço muito a nossa secretária da saúde Eliana Honain, e a toda sua equipe, pela qualidade dos projetos elaborados, o que facilita muito a liberação de recursos junto ao Governo. “E agradeço ao Governo do Presidente Lula pela sua sensibilidade para com a saúde pública e fortalecimento do SUS”, declarou o prefeito Edinho, após a reunião em Brasília.

Justamente com Edinho, também participaram da reunião com a Ministra Nísia Trindade, o Secretário Executivo Swedenberger Barbosa e a Secretária de Informação e Saúde Digital, Ana Estela Haddad.

Ministério das Cidades

Ainda cumprindo agenda em Brasília, o Ministro Jader Filho para tratar da necessidade de Araraquara ser contemplada no Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) do governo federal.

“O nosso objetivo é transformar o programa dos lotes urbanizados em MCMV, nessa primeira fase de retomada do programa no primeiro ano do Governo Lula. Sei que a retomada do MCMV, nesse primeiro momento, não dará conta de toda a demanda reprimida de moradia popular no Brasil, já que o programa não foi priorizado no último período, também sei que estamos no primeiro ano de Governo Lula e muitas unidades serão anunciadas no próximo período. Mas para Araraquara é fundamental que as famílias atendidas pelo programa dos lotes urbanizados sejam contempladas nesse momento, são as que mais necessitam de moradia popular”, justificou o prefeito Edinho.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias