segunda-feira, 20, maio, 2024

Mostra de literatura contemporânea apresenta trabalho de escritores araraquarenses

Evento aconteceu na tarde da quinta-feira (25) no Plenário da Casa de Leis com transmissão ao vivo pela TV Câmara

Mais lido

A primeira fase da “Mostra de Literatura Contemporânea Araraquarense – edição 2024” aconteceu na tarde da quinta-feira (25), no Plenário da Câmara Municipal, com a apresentação do trabalho de 12 escritores araraquarenses. A atividade faz parte do Fórum Municipal de Literatura e Imprensa, instituído pela Resolução nº 530/2023, e tem o objetivo principal de promover e dar visibilidade aos talentos literários locais, especialmente aqueles que publicaram obras nos últimos cinco anos.

      A presidenta da Escola do Legislativo (EL), vereadora Luna Meyer (MDB), destacou o “Plenário letrado”. “A literatura é uma ferramenta poderosa de educação e mudança social, e eventos como esse são essenciais para que a gente mantenha viva a chama da literatura e da cultura aqui em Araraquara.”

      Na mesa, Dani Raphael, representando o Coletivo de Escritores de Araraquara, falou sobre a dificuldade de se conseguir espaço para um escritor mostrar o seu trabalho e conseguir visibilidade.

      A mesa também foi composta por Sonia Guzzi, representando a Academia Araraquarense de Letras, e Cidinha Pardini, que representou o Coletivo de Escritoras do MEA.

      Todos os escritores presentes e homenageados nessa primeira fase tiveram alguns minutos para se apresentarem e mostrarem um pouco de suas produções literárias. Saiba mais acompanhando a íntegra do evento aqui.

      Escritores

      Estão em destaque, nessa primeira fase, Cidinha Pardini, Dani Raphael, Edi Pereira, Lucas Tannuri, Maria (Nilza) de Campos Lepre, Maria de Fátima Scandinari, Moacir Calarga, Murilo Velludo Ferreira, Pedro Piva, Sonia Guzzi, Tadeu Marcato e Vitor H. M. Luiz.

      A segunda fase será aberta em 4 de junho, com apresentação ao vivo, pela TV Câmara, de mais escritores no dia 6 do mesmo mês, a partir das 16 horas.

      Exposição

      Dentro das atividades da Mostra, até o dia 10 de maio, o saguão da Câmara recebe a exposição que apresenta um pouco do trabalho dos escritores contemporâneos araraquarenses.

      A iniciativa é uma colaboração com o Coletivo de Escritores de Araraquara, o Coletivo de Escritoras do MEA e a Academia Araraquarense de Letras. Foram indicados 30 escritores da cidade com produções literárias contemporâneas.

Sobre o Fórum

Fruto de proposta das vereadoras Luna Meyer (MDB) e Fabi Virgílio (PT) e dos vereadores Alcindo Sabino (PT), Carlão do Joia (MDB) e Rafael de Angeli (Republicanos), o Fórum tem o objetivo de debater o estado atual e os desafios da literatura e da imprensa; divulgar a legislação nacional e internacional que protege e regula os direitos autorais e a liberdade de imprensa; incentivar o desenvolvimento cultural através da literatura e a prática do jornalismo ético e responsável; fomentar e divulgar a produção literária de escritores araraquarenses; e combater a desinformação e as fake news.

O Fórum Municipal de Literatura e Imprensa é um dos fóruns temáticos educativos da Câmara Municipal de Araraquara, instituído pela Resolução n° 511, de 9 de agosto de 2023, e deve ser realizado anualmente no mês de abril. Ele pode compreender seminários, encontros, podcasts, textos e postagens informativas, cursos, oficinas de escrita, palestras, cine debates, exposições e quaisquer outros eventos que cumpram os objetivos do fórum.

Importante destacar que as despesas decorrentes da execução da resolução correm por conta das dotações orçamentárias próprias da Câmara Municipal de Araraquara, suplementadas se necessário.

Serviço

Autores e obras destacadas

Dani Raphael – Renascer em mim (2020) e Lilith em Escorpião (2022)

Cidinha Pardini – O brilho de Maria (2022) e Eu e a Biblioterapia: uma história de amor (2022)

Edi Pereira – Quarentena crônica (2022)

Lucas Arts – Quando Marina perde o sono (2022) e O grande desafio das pequenas coisas (2018)

Maria (Nilza) de Campos Lepre – Flutuando e poetando a vida e outros contos (2017) e Meu baú de letrinhas (2023)

Maria de Fátima Scandinari – Ecos silenciados (2016) e A lâmina do espelho (2022)

Moacir Calarga – Noções básicas do adeus (2022) e Não entre: ratoeira armada (2023)

Murilo Velludo Ferreira – Teu coração é uma dor sozinha (2023) e Saudade como vocativo (2022)

Pedro Piva – Memórias de um roceirinho emergente (2024) e Sobre mundos (2017)

Sonia Guzzi – Pimenta, alecrim e palavras (2009) e As crianças e o mistério da natureza (2023)

Tadeu Marcato – O dia em que Dionísio tirou Apolo para dançar (2021) e Concreto armado ou a imanente liberdade dos pardais (2023)

Vitor H. M. Luiz – Nos sonhos de Aurora (2024) e Estilhaços (2021)

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias