quinta-feira, 18, julho, 2024

Araraquara é destaque entre os melhores projetos de economia solidária do país

Cidade foi uma das finalistas do Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora, que teve cerimônia realizada em Brasília

Mais lido

Na última terça-feira (11), a cidade de Brasília-DF sediou a cerimônia de revelação dos vencedores da etapa nacional do 12º Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora (PSPE), que visa reconhecer o trabalho das gestões municipais que se destacaram no ano passado com iniciativas em prol do empreendedorismo local. O evento reuniu lideranças engajadas em 240 projetos finalistas, após seletiva em todos os estados e no Distrito Federal. 

Araraquara foi uma das finalistas do prêmio e competiu na categoria Inclusão Produtiva, que se refere à adoção de um conjunto de ações e medidas pelo poder público que consideram o empreendedorismo como um meio legítimo para a inclusão social e produtiva de pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica ou pertencentes a grupos minoritários e marginalizados socialmente. O projeto que representou a cidade na premiação é o “Coopera Araraquara”, que venceu a etapa paulista em abril no Clube Atlético Monte Líbano, em São Paulo.

O prefeito Edinho participou da solenidade e valorizou a premiação. “Após a conquista da etapa estadual, a cidade de Araraquara ficou entre os melhores projetos do país na categoria Inclusão Produtiva, com o projeto Coopera Araraquara, que beneficia cerca de 2.500 pessoas direta e indiretamente. Esse reconhecimento mostra que a cidade de Araraquara está conseguindo transformar a realidade para melhor”, analisou o prefeito, que esteve na cerimônia junto com a coordenadora executiva de Trabalho e Economia Solidária, Camila Capacle, e a gerente de Economia Criativa e Solidária, Flávia de Jesus Andrade.
O Coopera Araraquara tem como objetivo criar medidas alternativas econômicas e sociais, com oportunidades de trabalho e renda, que minimizassem os efeitos negativos dos ciclos econômicos e do desemprego estrutural, principalmente no período em que a pandemia de Covid-19 fechou muitos postos de trabalho, com altos índices de desemprego. O Coopera prioriza segmentos da sociedade historicamente excluídos, beneficiários de programas sociais de transferência de renda e visa o desenvolvimento de territórios prioritários do município.
Ao todo, o Sebrae recebeu mais de 2,5 mil inscrições de todas as categorias em todo o Brasil – cerca de 1 mil a mais que a premiação anterior. Desde 2001, o PSPE destaca o papel dos gestores públicos comprometidos com o desenvolvimento socioeconômico dos municípios, a partir de projetos que estimulam o empreendedorismo, a competitividade dos pequenos negócios e a modernização da gestão pública local.
Anteriormente chamado de Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, a partir desse ano, a premiação mudou de nome para garantir a inclusão e reconhecimento das prefeitas, bem como de todas as pessoas envolvidas nos projetos selecionados, servidores públicos, parceiros e cidadãos. Na história da premiação, são mais de 13 mil projetos participantes, com 1.614 vencedores regionais e 116 vencedores nacionais. O PSPE é realizado em duas grandes etapas: a estadual, em que cada prefeitura concorre apenas com iniciativas da mesma Unidade Federativa; e a etapa nacional, em que as iniciativas vencedoras em cada UF e em cada categoria competem entre si, disputando o prêmio de melhor iniciativa nacional.
O prêmio conta com 10 categorias: Simplificação e Fomento do empreendedorismo; Sala do Empreendedor; Compras Governamentais; Empreendedorismo na Escola; Turismo & Identidade Territorial; Sustentabilidade e Meio Ambiente; Cidade Empreendedora; Governança Territorial; Empreendedorismo Rural e Inclusão Produtiva. As duas últimas categorias são novidades nesta edição.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias