quinta-feira, 29, fevereiro, 2024

Mobilização na Santa Cruz e carreata iniciam ações do Dia D de Combate à Dengue, nesta sexta (10)

Panfletagem continuará durante a semana no Centro, até o evento para as famílias, no dia 18, no estacionamento da USF do Adalberto Roxo

Mais lido

A Prefeitura de Araraquara, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, iniciará nesta sexta-feira (10) as ações alusivas ao Dia D ‘Dia Nacional de Combate à Dengue’, instituído pela Lei N° 12.235/2010 e comemorado no penúltimo sábado do mês de novembro.

Iniciando as atividades, nesta sexta, as equipes de Vigilância do Controle de Vetores intensificarão os trabalhos de conscientização e de incentivo da população para a prática de forma ativa de ações de combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.

Será realizada uma carreata com a carreta da Alegria, partindo do Centro de Convenções de Araraquara (CEAR) e percorrendo a Alameda Paulista com destino a Praça Santa Cruz, onde as equipes estarão recebendo as pessoas em estande demonstrativo com o ciclo do mosquito e panfletagem com informações sobre o combate à dengue no semáforo, além de faixas educativas. 

Essa panfletagem educativa permanecerá em toda região central da cidade, até o dia 18 de novembro, nos principais semáforos e em vários pontos.

E no dia 18 de novembro, Dia D, será realizado um evento, das 7h30 às 13h30, no estacionamento da USF ‘Dr. Antônio Carlos Pizzolitto’ Adalberto Roxo I.

Também haverá passeios na Carreta da Alegria, haverá estande demonstrativo com ciclo do mosquito, além de teatro, algodão e pipoca doce, pula-pula e tobogã para atrair as crianças com as famílias. Aproveitando a mobilização, as equipes de saúde estarão realizando vacinação e pesagem para o Bolsa Família.

Mobilização semelhante foi realizada em junho passado mas, naquela ocasião, o foco principal foi a multivacinação.

Conscientização e combate aos criadouros

As equipes de Vigilância do Controle de Vetores trabalham durante todo o ano, ininterruptamente, para vistoria de terrenos e quintais das residências, visando a eliminação de criadouros do Aedes.

“Hoje, a melhor forma de prevenção da doença ainda é o cuidado com relação aos possíveis criadouros de larvas. É sempre preocupante o índice de infestação do mosquito e o número de casos confirmados na nossa cidade, que é endêmica. Contudo, felizmente, não houve neste ano sobrecarga do Sistema de Saúde com relação a doença”, avalia Glaucia Falcoski, coordenadora da Vigilância em Saúde, que atribui essa boa notícia aos esforços desempenhados pela Secretaria Municipal da Saúde, através das equipes da Vigilância do Controle de Vetores, que têm trabalhado intensamente durante o ano frente  às comunidades, realizando vistorias periódicas por todo o município e promovendo feiras e palestras educacionais em escolas, empresas e praças públicas.

A coordenadora da Vigilância reforça, porém, que o trabalho dos agentes se torna ineficaz se a população não trabalhar em conjunto para o real sucesso da diminuição de incidências das larvas do mosquito e, consequentemente, de casos.

“Precisamos da população atenta, o ano todo, olhando seus quintais e eliminando os criadouros do Aedes. Com certeza, trabalhando juntos, podemos combater a dengue”, conclui.

Araraquara fechou o mês de outubro com 742 casos confirmados de dengue.

A prevenção do mosquito Aedes aegypti é uma responsabilidade de todos. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone da Ouvidoria da Vigilância Epidemiológica, que é o 0800-7740440, ou pelos telefones 3303-3115 ou 3303-3104.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias