segunda-feira, 20, maio, 2024

Praça Sustentável do Jardim Cambuy é inaugurada em solenidade emocionante

Pensado e iniciado por toda a vizinhança, espaço de lazer construído pelo Daae presta homenagem a bebê que veio a falecer com 31 semanas de gestação em 2021

Mais lido

Em uma solenidade marcada pela emoção, foi inaugurada neste sábado (4) a Praça Sustentável “Loui de Morais Bego”, que fica na Rua João Evangelista Rodrigues Primiano, altura do nº 245, Jardim Cambuy. O espaço foi construído pelo Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae) com o reaproveitamento de materiais descartados na Estação de Tratamento de Resíduos da Construção Civil (ETRCC).

A solenidade aconteceu ao lado de uma árvore plantada por Pâmela e Amadeu Bego, pais do bebê Loui, que infelizmente não sobreviveu a uma doença rara chamada hidropisia fetal e veio a falecer com 31 semanas de gestação, no dia 23 de junho de 2021. Os pais decidiram cremar o bebê e depositaram suas cinzas no espaço, juntamente com o plantio da árvore, que ficou conhecida, posteriormente, como a árvore do Loui. Desde então, o local passou a ter um valor simbólico e sentimental muito grande para o casal, bem como para toda a vizinhança.
O prefeito Edinho falou sobre a homenagem realizada na praça. “Sempre que vamos inaugurar algum próprio e o batizamos com o nome de alguém, dizemos que o legado já eternizou a pessoa e a obra só materializa o legado. Na minha concepção, as pessoas não morrem, mas ficam eternizadas para nós por aquilo que elas deixam, por aquilo que construíram, pelo seu legado. Nesta manhã, eu tenho que restabelecer o meu conceito de legado. A gente sempre pensa que legado é aquilo que se constrói ao longo de uma vida, concebendo a vida com as décadas que vivemos. E hoje minha concepção do legado sai da concepção temporal e eu a jogo para a questão da intensidade. Não interessa o tempo, interessa a intensidade em que as pessoas passam por nós e pelas nossas vidas. Estamos, sim, eternizando o legado do Loui, não pela quantidade de dias ou anos que ele esteve entre nós, mas pela intensidade que ele esteve entre nós, e o quanto ele fez com que famílias mudassem suas vidas por conta dessa passagem que ele teve entre nós. Ele tem um legado transformador, marcante, portanto um legado eternizado, e que estamos materializando esse legado dando seu nome a uma praça sustentável”, frisou.  

A Praça Sustentável do Jardim Cambuy foi uma demanda da população local, encaminhada pelo vereador Guilherme Bianco (PCdoB) ao Daae. Essa praça tem uma particularidade, pois foi pensada e iniciada por toda a vizinhança. Inicialmente, o terreno era um problema para aquela comunidade, apresentando mato alto, acúmulo de lixo descartado irregularmente e animais peçonhentos. Com o envolvimento de toda a comunidade, esse terreno passou a ser transformado – com plantio de árvores e plantas, além de instalação de brinquedos para as crianças – e acabou se tornando um local de convívio de todos os moradores da região.
Guilherme Bianco representou a Câmara Municipal de Araraquara na solenidade. “Esse aqui era um terreno abandonado que virou uma praça porque os moradores assim a fizeram. Os moradores vieram aqui, cuidaram, plantaram, fizeram inclusive seus próprios brinquedos para as crianças do bairro. É uma praça que só foi possível porque a comunidade a projetou antes do poder público chegar. É muito importante essa organização dos moradores para cuidar do que é deles. Também é muito importante termos um compromisso verdadeiro e sincero com a natureza. Essa é mais uma das demonstrações de que Araraquara se preocupa com o desenvolvimento sustentável e com a natureza, o que é fundamental. Essa praça também simboliza um casal que tem um amor gigantesco pela humanidade, um amor gigantesco pela ciência, pela educação, pela transformação do nosso dia a dia, mas sobretudo a um casal que se dedica a quem está do lado, a quem está com eles”, comentou.

O superintendente do Daae, Delorges Mano, falou em nome da autarquia. “Agradeço aos pais Pâmela e Amadeu Bego, por nos permitir colocar o nome de Loui na praça, que para nós é uma honra. Agradeço ao vereador Guilherme Bianco e à Câmara Municipal por ter aprovado a lei que dá o nome de Loui a essa praça. E agradeço de uma forma muito especial ao prefeito Edinho pela sensibilidade na política de ouvir e estar presente com as pessoas. Quando o procuramos para viabilizar a praça e o terreno, de imediato ele concordou e somos muito agradecidos. Essa é uma praça que teve o envolvimento de toda a comunidade, o que nos deixa muito orgulhosos”, ressaltou.

Amadeu Bego, pais do bebê Loui, agradeceu pela homenagem. “Refletindo sobre o que falar neste dia tão especial, uma palavra não parou de ecoar em minha mente: preservação. Penso que hoje é um dia para celebrarmos a preservação em três dimensões. A primeira e mais óbvia preservação é a da natureza. Em um contexto cada vez mais acelerado de mudanças climáticas, aquecimento global e desmatamento ao redor do mundo, é urgente que também aceleremos as nossas ações de preservação ambiental. A segunda dimensão de preservação se refere à preservação de espaços públicos, de lazer e socialização. Espaços como este, uma praça pública sustentável, são fundamentais para preservar a sociabilidade entre os membros da nossa comunidade. A última dimensão de preservação é a preservação da memória do nosso querido Loui. Quando seu irmãozinho Lian aprender a ler as primeiras palavras, ele lerá o nome e terá certeza de que o irmão dele também está aqui conosco em lembrança e afeto”, salientou.

Ana Elisa Serafim Jorge, que representou o Grupo de Apoio à Perda Gestacional e Neonatal Transformação, falou sobre a importância da sensibilização da sociedade em torno desse tema. “Ter uma praça com uma placa em homenagem a todos os filhos e filhas do Transformação é de uma importância sem igual. Esse ato de ressignificação da dor e da vida realizada pelos pais do Loui e acolhida pelas autoridades irá mostrar ao mundo a existência dessa parentalidade de colo vazio. Reconhecer esses bebês como filhos é de extrema importância para que a sociedade acolha essas dores, pois eles não irão crescer aos nossos olhos, mas sim crescerão eternamente em nossos corações”, afirmou.

Também marcaram presença na solenidade o secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Marcelo Mazeta; o secretário de Governo, Donizete Simioni; o secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, Alexandre Pomponi; a secretária de Desenvolvimento Urbano, Sálua Kairuz Poleto; o chefe de Gabinete, Renato Ribeiro; Sueli Brandão, que representou a deputada estadual Márcia Lia (PT); além de familiares de Loui de Morais Bego.

Projeto Praça Sustentável

O projeto Praça Sustentável foi iniciado pelo Daae em 2019, a partir de uma demanda de um grupo de moradores do Jardim Universal, que estava descontente com o uso indevido de uma área pública que servia de deposição irregular de resíduos; com o objetivo de requalificar a área, pensando no menor custo de investimentos e, sobretudo, na reutilização de materiais que poderiam ser reaproveitados, foi concluída a primeira praça.

A partir daí, os demais projetos seguiram a mesma lógica de requalificar espaços antes ocupados pela deposição irregular de lixo e entulho, permitindo novos usos, embelezamento do entorno e disponibilidade de área para o lazer contemplativo, com baixo custo, utilizando materiais processados na ETRCC (Estação de Tratamento de Resíduos da Construção Civil), como agregado reciclado, madeiras e sobras de tubulações utilizadas nas obras do Daae.

Outra característica importante do projeto é que ele acontece em áreas próximas aos PEVs (Pontos de Entrega de Volumosos), permitindo que a população compreenda que a implantação de um PEV não descaracteriza nem desvaloriza o local, e que é um espaço educador visando à sensibilização da população e à mudança de hábitos.

A primeira Praça Sustentável de Araraquara foi inaugurada em 2020 no Jardim Universal, a segunda foi implantada em 2021 no Jardim Dumont, a terceira no Santa Angelina em 2022 e a quarta em 2023 no Jardim Victório De Santi.

Redação

Mais Artigos

Últimas Notícias